Image and video hosting by TinyPic

 

Image and video hosting by TinyPic

 

compartilhar

APROVEITANDO-SE: Preço de hotéis em Brasília dispara para a posse de Jair Bolsonaro e, alguns, mais que dobram

A uma semana da virada do ano, valores já ultrapassam a casa dos 250% se comparados a outros períodos do ano. Ocupação chegará a 85%

Com a expectativa de um grande público para a posse do presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), os hotéis de Brasília turbinaram os preços das diárias do réveillon.

Confirmada para acontecer no dia 1º de janeiro, a cerimônia promete atrair, segundo informações do Palácio do Planalto, 500 mil visitantes à capital federal para a virada do ano. 

 

Segundo o Ministério do Turismo, Brasília tem cerca de 20 mil leitos registrados em hotéis.

O Metrópoles pesquisou preços, em sites especializados, e os comparou com o período da posse, que ocorre no primeiro dia de 2019.

 

De acordo com o levantamento, alguns estabelecimentos chegam a cobrar quase o triplo dos preços de outros períodos do ano. 

 

Para o turista que busca hospedagem, a dica é ficar atento aos preços, que podem variar bastante com a proximidade da data.

Em algumas sondagens, o preço da diária dispara de R$ 170 (no Natal, por exemplo) para R$ 536 no réveillon. O valor cobrado pelo hotel Mercure, localizado no Setor Hoteleiro Norte, inclui café da manhã e internet no pacote.

 

Um dos luxuosos mais procurados, o Meliá Brasil 21, no Setor Hoteleiro Sul, está cobrando R$ 740 pela diária na virada, com direito a café da manhã.

Em outros períodos, o valor não ultrapassa os R$ 215 pelo pernoite – diferença da virada se aproxima dos 300% a mais que o habitual.

m outros casos, as hospedagens receberão corpo diplomático de outros países. É o caso de um dos mais novos e badalados de Brasília, o B Hotel, que chegou a cancelar a festa de réveillon por medidas de segurança.

 

Na página da empresa, reservas para a virada do ano saem a R$ 949 para uma diária, entrando e saindo ao meio-dia. Em outras datas, a mesma diária pode ser reservada por R$ 359.

Para quem busca hospedagem mais próxima ao Palácio do Alvorada, a residência oficial do presidente da República, dois estabelecimentos também aproveitam a localidade para tentar atrair clientes. Com preços de reserva por volta dos R$ 207 em dias normais, o Brasília Palace Hotel – desenhado por Oscar Niemeyer – chega a cobrar R$ 639 para a noite do réveillon.

A variação chega a quase 300% de acréscimo.

VEJA ALGUNS EXEMPLOS:

hotel-21

hotel 1

hotel 4

Hospedagem global
Já o Royal Tulip Brasília Alvorada – imortalizado como cenário da atriz Paola Oliveira na minissérie global Felizes para sempre? – está com a capacidade esgotada. Segundo os atendentes, não há sinais de desistências.

A suíte presidencial de 420m², com vista privilegiada para o Lago Paranoá, já está reservada, mas o complexo não tem autorização para divulgar o nome do hóspede, segundo funcionários.


O local mais luxuoso da unidade conta com elevador e garagem privativos, banheira de hidromassagem e serviço exclusivo de mordomo.

Para uma noite no nababesco apartamento, o hóspede geralmente desembolsa cerca de R$ 25 mil, mas o valor cobrado no réveillon não foi informado.

 

Por lá já passaram xeiques, príncipes, além do ex-presidente dos Estados Unidos Barack Obama e do ex-presidente da França Nicolas Sarcozy.

Taxas de ocupação em alta
De acordo com o Sindicato dos Hotéis, Bares e Restaurantes do Distrito Federal (Sindhobar-DF), a expectativa é que a ocupação dos quartos de hotéis atinja nível recorde para a cerimônia de posse presidencial.

"Estamos trabalhando com a possibilidade de ultrapassar a taxa de 85% dos quartos ocupados. Isso é um número muito representativo e tem estimulado outros setores da cidade. Há hotéis com a capacidade já esgotada" -Jael Antônio da Silva, presidente do Sindhobar

Segundo Jael, a boa perspectiva de movimentação de turistas na cidade passou a refletir também no comércio, principalmente nos restaurantes brasilienses. “Não temos o costume de abrir restaurantes no dia 1º, mas cerca de 10% dos estabelecimentos já decidiram funcionar no dia da posse, já que a cidade estará cheia. Isso é um excelente sinal”, comemorou.

 

Fonte: *Via Metropole/Clipping

COMENTÁRIOS