compartilhar

OPERAÇÃO UP; Ladrões que atormentavam comerciantes na Grande Brasília são presos pela polícia

Segundo informações da Polícia Civil, o grupo praticava até seis assaltos por dia

Quatro homens foram presos na manhã desta sexta-feira (11/1) suspeitos de integrarem uma organização criminosa que cometia, em média, seis roubos por dia em diversas cidades-satélites do Distrito Federal e em municípios de Goiás.

 

 Eles atormentavam comerciantes, levando celulares, dinheiro do caixa e de clientes, além dos produtos. Em um dos assaltos, uma funcionária chegou a ser esfaqueada.

A ação policial foi batizada de Operação Up.

Todos foram surpreendidos pela polícia nesta sexta no momento em que estavam em casa, no Riacho Fundo II.

 

O líder do grupo foi identificado como Nilson Duarte da Silva Pires, 21 anos. Ele era o responsável por transportar o grupo para os locais do crime e depois dar fuga.

“O Nilson usava o carro da empresa onde trabalha para não levantar suspeitas”, explicou o delegado-chefe da 27ª Delegacia de Polícia (Recanto das Emas), Pablo Aguiar. Nilson não tinha antecedentes criminais.

Os outros presos são Edson Gabriel Araújo de Carvalho, 20, Lucas Rodrigues Viana, 19,  e Wesley Ribeiro da Silva, 19, todos com passagem pela polícia.

 

“Apesar dos autores atuarem, principalmente, nas regiões do Recanto das Emas e Riacho Fundo, não estão descartadas outras práticas criminosas realizadas por eles em outras localidades da Grande Brasília. Eles confessaram que também agiam em comércios do Jardim Ingá [GO]”, completou o delegado.


Segundo o depoimento dos presos, o grupo passou a cometer os crimes no começo de 2018 e, desde então, praticava diariamente os delitos.

Em 14 de dezembro do ano passado, eles chegaram a atacar um homem que andava próximo a um comércio do Riacho Fundo I e tentou evitar a ação criminosa.

Por sorte, o golpe da faca rasgou apenas a camisa do pedestre. A vítima reconheceu Nilson, Wesley e Lucas como autores da tentativa de latrocínio.

Presos pela 27ª Delegacia de Polícia

 

Fonte: *Via Metropole/Clipping

COMENTÁRIOS