Image and video hosting by TinyPic

 

Image and video hosting by TinyPic

 

compartilhar

CHUVAS DE MARÇO FECHANDO O VERÃO: GDF intensifica ações de prevenção na Grande Brasília

CEB abre comporta de barragem do Lago Paranoá, Defesa Civil monitora localidades de risco, e Novacap desobstrui rede de drenagem pluvial

O Governo do Distrito Federal coloca em prática uma série de ações para garantir a segurança da população durante o período de chuvas e prevenir os riscos de inundações e alagamentos.

 

As iniciativas ocorrem cotidianamente, mas foram intensificadas hoje (9) após o grande volume de água registrado durante a tarde dessa terça-feira (8).


A Companhia Energética de Brasília (CEB) abriu em 15 centímetros uma das três comportas da barragem do Lago Paranoá.

O procedimento foi adotado por volta das 11h30 desta quarta-feira (9), quando o nível do reservatório atingiu 1.000,71 metros acima do nível do mar.

Existe um limite de atenção de 1.000,65 metros, quando as equipes ficam em alerta para uma possível abertura.


De acordo com a Agência Reguladora de Águas, Energia e Saneamento do Distrito Federal (Adasa), o limite considerado seguro é de 1.000,8 metros acima do nível do mar.

 

Segundo a CEB, o procedimento de abertura das comportas evita o transbordamento das águas do lago, prevenindo alagamentos, acidentes e prejuízos.


"Não há previsão de fechamento ou ampliação da abertura ou acionamento das outras duas. Tudo vai depender do comportamento da chuva nos próximos dias", explica o diretor da CEB Geração — uma subsidiária da companhia —, José Henrique Vilela. Essa foi a segunda abertura neste ano.

 

Em 21 de janeiro e nos dias que se seguiram, as três comportas foram abertas após grande quantidade de chuva.


Vilela ressalta que a CEB acionou a Defesa Civil para fazer uma ronda nas imediações com a finalidade de alertar os moradores da região.


Monitoramento
A Subsecretaria de Proteção e Defesa Civil, da Secretaria da Segurança Pública e da Paz Social, destaca que, apesar da tempestade, não houve registro de famílias desabrigadas ou desalojadas ontem.

 

Durante o período chuvoso, até provavelmente o fim de março, equipes continuarão a monitorar 36 áreas consideradas de risco em todo a Grande Brasília.

 


Novacap
Funcionários da Companhia Urbanizadora da Nova Capital do Brasil (Novacap) estão nas ruas desobstruindo a rede de drenagem pluvial, podando árvores e tapando buracos.


Para a limpeza de bueiros, uma equipe percorre as Quadras 710/910 Sul e 116 Sul, e outra está em Ceilândia, no Conjunto A da QNP 26. Uma terceira fica responsável pela poda de árvores, serviço diário que conta com 16 equipes em todo a capital federal.

Seis grupos de manutenção de ruas e avenidas — tapa buracos — trabalham em cinco localidades: Lago Norte, Lago Sul, Plano Piloto, e nas cidades-satélites do Recanto das Emas e Taguatinga.


Além disso, desde ontem, a Novacap faz o trabalho de terraplanagem e conserta trechos de asfalto danificados por causa da enxurrada nas Ruas 10 e 8 de Vicente Pires.


Previsão
De acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), nessa terça as chuvas chegaram a 40 milímetros durante o período mais crítico, entre 16 horas e 17h30.

 

O meteorologista do instituto Manuel Rangel informa que, até agora, foram 83 milímetros em março, e o total esperado para o mês é de 180 milímetros.


As chuvas devem continuar durante o fim da tarde e o início da noite. "A tempestade foi completamente compatível com esse período", assegura Rangel. "É uma característica climatológica típica do verão: chuvas menos demoradas, mas de grande volume."

 

COMENTÁRIOS