Image and video hosting by TinyPic

 

Image and video hosting by TinyPic

 

compartilhar

CARIMBO: Selo vai identificar eventos de carnaval que combatem intolerância e violência em Brasília

"Folia com respeito" promoverá assinatura de carta-compromisso entre representantes do poder público e dos blocos de rua

Selo identifica atrações que se preocupam com o combate a intolerância, discriminação e violência no Carnaval. 

Os blocos de rua de carnaval do Distrito Federal se reuniram para a criação do selo “Folia com Respeito”, como forma de promover um carnaval sem violência, assédio e intolerância.

A finalidade é também deixar claro à sociedade quais eventos se preocupam com o bem-estar dos foliões.


No lançamento do selo na noite desta sexta (1º), representantes do poder público e dos blocos de rua assinarão um carta-compromisso com tarefas a serem cumpridas durante o carnaval:Resultado de imagem para FOLIA COM RESPEITO DF

– Inclusão do selo da campanha em todo o material de divulgação do evento;
– Manter uma comunicação clara com os foliões quanto a atração não aceitar violência, racismo ou assédio em seus eventos;
– Divulgar o material da campanha nas redes sociais e meios de comunicação da atração ou evento;
– Organizadores e/ou responsáveis pela atração não podem estar respondendo por crime de violência contra a mulher, relacionados à homofobia ou injúria racial;
– A atração deve sempre procurar proteger a vítima, oferecendo apoio e direcionando a vítima para a devida assistência médica e incentivar o registro da violência sofrida;
– Representantes das atrações devem responder publicamente caso haja relato de violência durante o evento realizado, comunicando ao público o ocorrido e as providências que foram tomadas.

O deputado distrital Fábio Felix (PSOL), que participa regularmente de reuniões que buscam a elaboração de estratégias de combate à intolerância nos eventos carnavalescos, comentou em nota sobre o lançamento da campanha: “Uma festa sem assédio e sem violência é direito de todos. Essa campanha é fundamental para a realização de um Carnaval da paz e do respeito à diversidade.”

No ano passado, um balanço do GDF apontou um carnaval mais tranquilo. De acordo com os dados divulgados em 2018, foram 437 ocorrências registradas até as 6h da Quarta-feira de Cinzas. Em 2017, foram 562 ocorrências. A diminuição foi de cerca de 22% entre os dois períodos. Em 2018, 229 eventos movimentaram mais de 760 mil foliões na capital federal.

 

COMENTÁRIOS