Image and video hosting by TinyPic

 

Image and video hosting by TinyPic

 

compartilhar

COMO SEMPRE, NADA FEITO: GDF reformou menos de 2 por cento das escolas públicas da Grande Brasília

Das 678 unidades, apenas 11 conseguiram concluir as obras; 460 mil aluno voltaram às aulas nesta segunda (11)

Nesta semana foi iniciado um novo ano letivo para os 460 mil alunos da rede pública de ensino do Distrito Federal. Porém problemas antigos das escolas foram encontrados pelos estudantes, isso porque apenas 1,6% das escolas do Plano Piloto e cidades-satélites foram reformadas pelo GDF.

O Distrito Federal tem 678 prédios escolares, porém apenas 11 conseguiram concluir as reformas necessárias a tempo.

 

Do total de escolas, 189 necessitam de reparos urgentes, mas 104 receberam os alunos em meio às obras.

Outras 85 ainda aguardam por orçamento da Secretaria de Educação para iniciarem as intervenções.Imagem relacionada

O problema atinge todas as localidades da Grande Brasília.

Em Planaltina, o Centro de Ensino Fundamental 01 (CEF-01) aguarda a liberação de R$ 50 mil para recuperar a parte elétrica.

Já no CEF-15 de Taguatinga, são necessários R$ 180 mil para troca dos pisos e pinturas.

Já no Guará, a Escola Classe 07 precisa de R$ 165 mil para solucionar problemas na cantina e nos telhados.

Além disso, o GDF tem quatro prédios de escolas fechadas. Elas apresentam problemas estruturais e foram interditadas.

São elas: Centro de Ensino Médio 10 de Ceilândia, Centro de Ensino Fundamental 01 da Vila Planalto, Caic Castelo Branco do Gama e a Escola Classe 59 de Ceilândia.

Em nota, o GDF afirmou que está readequando o orçamento para reformar todas as unidades do DF. Além disso, alegou que as obras que ainda estão ocorrendo não irão interferir nas aulas.(*Wesley Oliveira)

 

Fonte: *Via: Destak/Clipping

COMENTÁRIOS