Image and video hosting by TinyPic

 

Image and video hosting by TinyPic

 

compartilhar

APAGÃO BRASILIENSE: Morador do Distrito Federal ficou 8 horas e meia no escuro ao longo de 2018, aponta levantamento

Morador do DF ficou 8 horas e meia no escuro ao longo de 2018, aponta levantamento

O morador do Distrito Federal passou em média 8 horas e 33 minutos sem energia durante o ano de 2018.

Dados da Companhia Energética de Brasília (CEB) entregues ao G1 pela Lei de Acesso à Informação mostram que foram, em média, sete apagões ao longo do ano passado.

Comparando com 2017, houve uma ligeira piora.

Naquele ano, foram 8 horas e 25 minutos sem energia elétrica.

 

Ainda assim, os valores de 2018 estão dentro do limite estabelecido pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel): a agência permitia até 9 horas e 14 minutos de cortes.


Mais afetada


A região do PAD-DF, localizada na área rural do Paranoá, continua sendo a que mais sofreu com o corte de abastecimento em 2018. Quem vive lá ficou até 47 horas (quase dois dias) sem luz – sendo que o limite autorizado era de 26 horas de restrição. A área enfrenta essa situação pelo menos desde 2011.

Questionada, a CEB informou que o conjunto elétrico da região faz parte do Plano de Melhorias e Providências, junto com outras sete áreas que também precisam de mudança.


O que diz a CEB


Como tentativa de solução, a estatal mencionou a "instalação de religadores e chaves religadoras em locais de maior incidência de ocorrências, cuja implantação se deu em agosto, e os efeitos dessa melhoria está sendo apurada neste ano de 2019".

"Anualmente também é feito o PDD (Plano de Desenvolvimento da Distribuição). Nele são elencadas as obras que a CEB deverá fazer em dez anos, incluindo previsões para ampliação do sistema CEB, tais como a criação de novas subestações devido ao crescimento populacional e a criação de novos empreendimentos habitacionais, define também a expansão das subestações existentes."

 

COMENTÁRIOS