Image and video hosting by TinyPic

 

Image and video hosting by TinyPic

 

compartilhar

HOMEM NÃO FOI PRESO: Mulher que sequestrou bebê no Conic, em 2017, é vítima de feminicídio

Cevilha Moreira dos Santos, de 45 anos, cumpria prisão em regime aberto. Ela foi morta pelo companheiro com facadas no peito.

A mulher que sequestrou um bebê de três meses em junho de 2017 em uma agência de emprego no Conic, no centro de Brasília, foi vítima de feminicídio na madrugada desta segunda-feira (11).

Segundo a Polícia Civil, o crime ocorreu por volta das 2h na casa onde ela vivia com o companheiro, em Sobradinho.

Cevilha Moreira dos Santos, de 45 anos, foi encontrada com marcas de facadas no peito, sangue na boca e no nariz, e com a língua inchada.


Apontado como autor do crime, Macsuel dos Santos Silva não tem passagens criminais no Distrito Federal, segundo a Polícia Civil.

Ele estava foragido até a última atualização desta reportagem.

Foto da mulher com o bebê no colo saindo do Conic — Foto: PMDF/Divulgação

Foto da mulher com o bebê no colo saindo do Conic 

A mulher havia sido condenada a 2 anos e 6 meses de prisão em novembro de 2017 pelos crimes de subtração de incapaz e falsificação de documento público.

 

Ela estava presa na Penitenciária Feminina (a Colmeia) desde agosto daquele ano.

No entanto, em fevereiro de 2018, a Justiça concedeu a progressão da pena para o regime aberto.

 

Cevilha passou, então, a cumprir o restante da pena fora da penitenciária, sendo obrigada a permanecer em casa das 22h às 5h e a comparecer à Justiça a cada dois meses.

indiciada presa sususpeita sequestro sequestrar planaltina goiás bebê cevilha — Foto: Reprodução/Polícia Civil

indiciada presa suspeita de sequestrar bebê   

Relembre o caso

O sequestro ocorreu dentro de uma agência de empregos, enquanto a mãe do bebê se apresentava em uma entrevista. Segundo a Polícia Militar, a criança foi deixada com Cevilha porque a mãe estava desacompanhada.Resultado de imagem para Cevilha Moreira dos Santos

O vídeo de uma câmera de segurança interna do prédio revela o momento em que a mãe do bebê e a sequestradora se identificam para entrar na agência (veja abaixo). Pouco depois, imagens de outra câmera mostram Cevilha deixando o prédio com o bebê no colo.

Segundo a PM, logo depois, a sequestradora embarcou em um táxi e pediu ao motorista que seguisse para o Recanto das Emas.


Mas, próximo à estação de metrô da 114 Sul, ela teria descido do carro e desaparecido.

Cevilha foi encontrada em Planaltina de Goiás (GO) cerca de sete horas após o sequestro e levada à Cadeia Pública da cidade. O bebê foi resgatado e devolvido à mãe biológica, que morava em SobradinResultado de imagem para Cevilha Moreira dos Santosho.

Em julho de 2017, a defesa de Cevilha chegou a pedir a revogação da prisão preventiva sob o argumento que ela teria praticado o crime durante um "surto psicótico".

Já parentes da vítima disseram que Cevilha frequentou a casa da mãe do bebê durante uma semana antes de cometer o crime.

 

Fonte: *Via G1/Clipping

COMENTÁRIOS