Image and video hosting by TinyPic

 

Image and video hosting by TinyPic

 

compartilhar

PRODUÇÃO NO "QUADRILÁTERO": Agricultores familiares passam a abastecer todas escolas públicas da Grande Brasília

Quase 500 mil alunos serão beneficiados; 7 mil pequenos produtores foram cadastrados no Programa Nacional de Alimentação Escolar.

Todas as escolas públicas do Distrito Federal passaram a receber, a partir desde mês, alimentos cultivados em pequenas propriedades rurais da Grande  Brasília.

 

Ao todo, 7 mil chácaras de agricultura familiar foram cadastradas para o Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE).

A entrega dos produtos, direto da horta, é feita toda segunda-feira nos colégios.

Os agricultores são responsáveis por 30 itens do cardápio escolar.Rede pública do DF será atendida nas 14 regionais. — Foto: Divulgação

De acordo com a Emater-DF, no ano passado 10 regionais eram atendidas pelos produtores locais.

Agora, as 14 regionais recebem os alimentos que beneficiam 480 mil alunos da rede pública.


A ampliação do programa foi possível a partir do aumento de 35% no valor repassado pelo governo federal ao GDF.

Em 2018, foram R$ 14 milhões e agora, em 2019, os recursos subiram para R$ 19 milhões.

O gerente do escritório de comercialização da Emater, Blaiton Carvalho, explica que o aumento foi solicitado por um comitê formado pela Emater, Secretaria de Agricultura e Secretaria de Educação.

 

Legislação sobre agricultura familiar

 

Uma lei de 2009 determina que 30% do valor repassado pelo PNAE deve ser destinado a compra de alimentos da agricultura familiar.

A medida é uma forma de incentivo aos agricultores locais.

Agricultura familiar é responsável pela maioria dos orgânicos produzidos no DF — Foto: Gabriel Jabur/Agência Brasília
Agricultura familiar é responsável pela maioria dos orgânicos produzidos no "quadrilátero"

 

COMENTÁRIOS