compartilhar

CRISE FINANCEIRA: Avianca cancela rotas de Brasília para cinco cidades; veja o que muda...

Medida começa a valer em abril e faz parte do plano de recuperação judicial da empresa. Voos foram reduzidos de 220 para 165 por dia.

A Avianca Brasil informou, nesta terça-feira (26), que Brasília será uma das cidades que vão perder rotas diretas feitas pela companhia.

A medida começa a valer em abril, quando a empresa passa a operar com a frota reduzida de aviões.

Na prática, os voos da Avianca que, até então, eram feitos sem conexão, ficarão mais longos por causa da escala inserida no trajeto.

A mudança faz parte do plano de recuperação judicial da companhia aérea (entenda abaixo) e vale para outras 16 rotas no país.


Veja abaixo das rotas que serão descontinuadas pela Avianca:

  • Aracaju-Salvador
  • Belém-Guarulhos
  • Fortaleza-Bogotá
  • Salvador-Bogotá
  • Brasília-Cuiabá
  • Brasília-Fortaleza
  • Brasília- Rio de Janeiro (Galeão)
  • Brasília-Maceió
  • Brasília-Salvador
  • Florianópolis-Rio de Janeiro (Galeão)
  • Fortaleza-Rio de Janeiro (Galeão)
  • Guarulhos-Rio de Janeiro (Galeão)
  • Galeão-Foz do Iguaçu
  • Galeão-João Pessoa
  • Galeão-Natal
  • Galeão-Porto Alegre
  • Galeão-Salvador
  • Maceió-Salvador
  • Petrolina-Recife
  • Petrolina-Salvador
  • Recife- Salvador

 

Ao G1, a empresa aérea explicou que a mudança vai acontecer de "forma progressiva" e resulta no fechamento de 3 bases operacionais, no Aeroporto do Galeão (RJ), Petrolina (PE) e Belém (PA).

Os ajustes nos serviços prestados pela companhia resultaram também na redução da oferta diária de voos. Os 200 pousos e decolagens operados pela Avianca foram reduzidos, a partir desta terça (26), a 165 por dia.

Atenção passageiros

 

Para quem já comprou passagens da Avianca – partindo de Brasília para as cidades de Cuiabá, Rio de Janeiro, Fortaleza, Maceió e Salvador – a empresa afirma que vai "reembolsar os valores pagos ou reacomodar o passageiro em voos de companhias parceiras".

A Avianca não detalhou quais critérios foram usados para encerrar o serviço nesses locais.

 

"A Avianca Brasil informa que está readequando a sua operação e reduziu o tamanho de sua frota com o objetivo de operar 23 destinos, com 26 aeronaves", diz comunicado.

Frota reduzida

 

A companhia disse ainda que as 32 rotas que permanecem ativas são estratégicas e continuam a ser operadas normalmente. Os pousos e decolagens nas demais cidades "serão mantidos dentro do cronograma previsto".

Plano de recuperação

 

A Avianca Brasil – quarta maior companhia aérea do país – está em recuperação judicial desde dezembro do ano passado. A companhia acumula anos de crescentes prejuízos e atrasos em pagamentos de arrendamentos de aeronaves.

A assembleia de credores para avaliar o plano de recuperação da empresa está marcada para esta sexta-feira (29).


Entre o fim de 2016 e setembro de 2018, os passivos da Avianca Brasil para empresas de leasing de aeronaves quintuplicaram para R$ 415 milhões, de acordo com as demonstrações financeiras da empresa.

A Avianca Brasil é separada da Avianca Holdings, com sede na Colômbia. Mas elas pertencem a um mesmo grupo, do empresário boliviano German Efromovich.

 

Fonte: *Via G1/Clipping

COMENTÁRIOS