compartilhar

MARCOLA EM BRASÍLIA: "Não há motivo para preocupação", diz diretor de Penitenciária Federal

Diretor do Sistema Penitenciário Federal disse que críticas são por desconhecimento.

Por decisão do ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, quatro chefes de uma facção criminosa considerados de alta periculosidade foram transferidos de Porto Velho para o Distrito Federal na última sexta (22).

Os presos ocupam a recém-inaugurada Penitenciária Federal de Brasília. A TV Globo teve acesso aos bastidores do presídio.

Resultado de imagem para penitenciaria federal de brasilia

De acordo com o diretor do Sistema Penitenciária Federal, Marcelo Stona, "boa parte da preocupação se mostra por desconhecimento das regras" e que "não há motivo para preocupação".

"Acho que boa parte da preocupação se mostra pelo efetivo desconhecimento das regras que o sistema penitenciário possuí. Quando a gente demonstra a forma que o Sistema Penitenciário Federal atua vocês vão perceber que não há motivo para preocupação. Não há contato físico, as visitas hoje são 100% monitoradas, não entra celular, isso, durante 13 anos", explicou Stona.

Resultado de imagem para penitenciaria federal de brasilia

Nos últimos dias, o governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), criticou a transferência de Marco Willians Herbas Camacho, conhecido como Marcola, e de outros presos para Penitenciária. Segundo o chefe do Executivo, "estão trazendo o crime organizado para o Distrito Federal".

A Penitenciária Federal de Brasília foi inaugurada em 16 de outubro de 2018 e é a quinta unidade federal do país.

 

Fonte: *Via G1/Clipping

COMENTÁRIOS