compartilhar

ESPLANADA VERDE-AMARELA: Manifestantes ocupam Museu da República até Congresso

PM estimava 20 mil pessoas no ato; para organizadores eram 30 mil. Manifestantes rezaram em frente a Catedral Nsa. Sra. Aparecida antes de caminhada.

Integrantes de movimentos pró-impeachment da presidente Dilma Rousseff ocuparam na manhã deste domingo (13) a Esplanada dos Ministérios, em Brasília, para uma marcha entre o Museu da República e o Congresso Nacional.

 

Antes do início da caminhada, os manifestantes rezaram em frente à Catedral de Brasília. Seis carros de som acompanham.


Às 10h40, a Polícia Militar estimava em 20 mil o número de participantes da manifestação. Para os organizadores, havia 30 mil.

 

A PM destacou mais de 2 mil policiais para atuar na segurança. Todos os manifestantes que saíam com mochilas ou bolsas da estação Central do Metrô, a cerca de 500 metros do local de concentração do ato, eram revistados.

A concentração para o ato estava marcada para ter início às 10h, em frente ao Museu da República, no início da Esplanada, mas muitos manifestantes chegaram até duas horas antes do horário previsto, com faixas, cartazes e camisetas contra o governo.


Além das críticas à presidente Dilma, ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e a condenados no mensalão e no escândalo de desvios na Petrobras, os manifestantes faziam referência ao juiz Sério Moro, que está à frente da operação Lava Jato.



O ato foi convocado pela web e se repete em cidades de ao menos 12 estados. Em Brasília, uma manifestaçãos a favor da presidente chegou a ser marcada, mas foi oficialmente suspensa depois de o PT ser notificado pelo governo por não ter feito o aviso previamente.



Por causa do protesto, o acesso à Esplanada dos Ministérios foi bloqueado desde a meia-noite. O trânsito ficou fechado nos dois sentidos desde a alça oeste da Rodoviária do Plano Piloto até o balão próximo ao quartel do Corpo dos Bombeiros, chegando à Avenida L4 Sul. Também houve interdição dos eixos Norte e Sul – e a suspensão do Eixão do Lazer.

A alternativa para motoristas é circular pelas vias que ficam atrás dos ministérios.


Policiais militares usaram detectores de metais nos acessos à Esplanada e em trecho do trajeto da marcha para verificar se os manifestantes não portavam itens proibidos. Na lista constam vidro cortantes, fogos de artifício, hastes para bandeiras e máscaras.

 

Fonte: *G1 - Clipping

COMENTÁRIOS