compartilhar

QUEDA LIVRE: Universidade de Brasília despenca em ranking de relevância acadêmica

UnB caiu de 6ª para 17ª no ranking Lieden de relevância acadêmica em apenas seis anos.

Nascida do sonho de Darcy Ribeiro e Anísio Teixeira com destino de centro de excelência, a Universidade de Brasília (UnB) enfrenta uma decadência constrangedora.

 

Em apenas seis anos, entre os governos Lula e Temer, despencou do 6º para 17º lugar entre as universidades brasileiras no Ranking Leiden, que mede a importância acadêmica das universidades.

 

O número de trabalhos acadêmicos até cresceu 57%, mas a qualidade da UnB caiu de 769ª para 854ª na classificação geral. A informação é da Coluna Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

Das 16 universidades brasileiras à frente da UnB, nesse ranking, metade teve menos publicações, mas de qualidade bastante superior.


As universidades brasileiras de importância acadêmica mais relevante são a UFCE, UFBA, a federal de São Carlos (SP), UFSC e Unicamp.

A assessoria da UnB desdenha do Ranking Leiden. Cita a ferramenta Scival e o Times Higher Education apontando “justamente o contrário”.


Criado pela importante Universidade de Leiden, da Holanda, por meio do Centro de Estudos de Ciência e Tecnologia (CWTS é a sigla em inglês), o Ranking Leiden oferece informações sobre o desempenho científico de quase mil grandes universidades do mundo.

 

Fonte: *Via Diário do Poder/Clipping

COMENTÁRIOS