compartilhar

AMISTOSO INTERNACIONAL: Após operação da Polícia Civil, CBF muda empresa que vende ingressos de Brasil e Catar

Ao mesmo tempo, o Buriti promete adotar medidas contra fraudes na arena de Brasília

Após a Polícia Civil de Brasília deflagrar operação contra suposto esquema de fraudes nos jogos de futebol trazidos para a capital federal, o governo pretende aumentar o rigor na negociação e fiscalização das partidas no Estádio Nacional Mané Garrincha. O Metrópolesnoticiou em primeira mão a ação coordenada pela Divisão de Crimes contra a Ordem Tributária (Dicot) no último sábado (25/05/2019).

Segundo o governador em exercício, Paco Britto (Avante), o Governo do Distrito Federal (GDF) vai rever todos os procedimentos para realização de eventos na arena e em outros equipamentos públicos. 

 

No caso de jogos, os operadores das partidas deverão passar por um pente-fino rigoroso.

Ao mesmo tempo, todo processo de venda de ingressos será auditado até o fechamento da bilheteira.

Nesse sentido, o vice-governador promete cobrar mais rigor da Secretaria de Esportes e da pasta da Fazenda. “Nós tomaremos todas as providências para não haver mais fraudes desse tipo em evento esportivo no Estádio Mané Garrincha, nestes e em outros eventos que porventura venham a acontecer”, afirmou Britto.

Resultado de imagem para AMISTOSO INTERNACIONAL: Após operação da Polícia Civil, CBF muda empresa que vende ingressos de Brasil e Catar

A Operação Episkiros investiga possível esquema de sonegação nas partidas de futebol trazidas pelo ex-jogador da Seleção Brasileira e do Fluminense Roniéliton Pereira Santos, 42 anos, popularmente chamado de Roni. 

 

Segundo a PCDF, as bilheterias eram fraudadas. Os organizadores supostamente informavam um público abaixo do real. Dessa forma, pagariam menos ao governo para realização dos eventos desportivos.

Em campoResultado de imagem para AMISTOSO INTERNACIONAL: Após operação da Polícia Civil, CBF muda empresa que vende ingressos de Brasil e Catar
Segundo a Secretaria de Esportes, as partidas previstas para acontecer no Mané Garrincha seguem normalmente, pois não tiveram o mando de campo comprado pelo ex-jogador Roni. Os próximos jogos agendados são Brasil x Qatar, em 5 de junho, e CSA x Flamengo, no dia 12.

De acordo com a pasta, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) trocou a operadora responsável pela venda dos ingressos da partida da Seleção Brasileira. Investigada pela operação da Polícia Civil, a empresa meubilhete.com, do sócio de Roni, Leandro Brito, será substituída pela Fanpass.

Mandante no jogo contra o Flamengo, o CSA provavelmente também vai mudar a organização da venda de bilhetes.

“Sobre os contratos realizados pelo ex-jogador Roni, a secretaria aguarda as diligências da Polícia Civil do DF e da Justiça”, declarou a pasta, em nota. Independentemente das investigações, o órgão prometeu trabalhar na captação de eventos para tornar o Mané Garrincha cada vez mais viável. Todos os contratos realizados pelo governo são publicados no Diário Oficial do Distrito Federal (DODF).

Tranquilidade
Por meio de nota, Roni manifestou “total tranquilidade em relação às notícias dos últimos dias”. E continuou: “Em toda a minha vida (profissional e pessoal), sempre pautei minhas ações com base na ética e na correção de caráter”.

O ex-jogador disse não ter “dúvidas de que todas as medidas necessárias serão tomadas para que a compreensão dos fatos seja feita de maneira íntegra e nítida”. “Nunca precisei agir de maneira desonesta em minha vida profissional. Meus êxitos do passado e presente são resultados de uma postura idônea e coerente com a minha linha de pensamento”, acrescentou.

O ex-atleta agradeceu “imensamente” as manifestações de apoio e suporte que diz ter recebido após o que classificou como “ocorrido”. “Tenho certeza de que essas pessoas conhecem minha índole e se manifestaram porque acreditam no meu caráter. Fico à disposição para esclarecimentos outros que se fizerem necessários. Confio na Justiça do meu país”, concluiu.

 Igo Estrela / Metrópoles

 

Fonte: *Via Metropole/Clipping

COMENTÁRIOS