compartilhar

METRÔ PARALISADO: Após queda de raio, trens ficam sem energia e problema causa transtorno aos usuários

Cidades-satélites também registraram chuva de granizo. Em Ceilândia, ruas ficaram alagadas.

Trens e estações do metrô ficaram sem energia após a queda de um raio, na tarde desta segunda-feira (7), em Brasília.

O raio caiu na cidade-satélite de Ceilândia, mas atingiu toda a rede do metrô na capital federal.

Por conta do incidente, vagões operam em velocidade reduzida.

Imagens gravadas por passageiros mostram a Estação 114 Sul completamente no escuro, com todas as luzes apagadas.

 

É possível ver que alguns usuários usam lanternas de celulares para iluminar o local.

De acordo com a companhia, por conta do problema, a velocidade dos trens foi reduzida para 20 quilômetros por hora e eles estão operando manualmente.

 

Ainda segundo a empresa, parte das estações já teve a energia restaurada, até por volta do meio da tarde.

Já a Companhia Energética de Brasília (CEB) informou que as "descargas atmosféricas" não atingiram as estruturas da companhia, e que a energia foi religada automaticamente.

 

Chuva de granizo

 

Além dos problemas no metrô, moradores e comerciantes de Águas Claras e Taguatinga registraram chuva de granizo na tarde desta segunda.

Imagens enviadas à reportagem mostram que a água invadiu uma loja de carros que fica na QSD 31, no Pistão Sul.

Já em Águas Claras, na Avenida das Araucárias, moradores registraram também granizo e vento forte.

Houve falta de energia, mas a situação voltou ao normal em seguida. No P Norte, em Ceilândia, ruas ficaram alagadas por conta da força da chuva.

Chuva invade loja de carros em Taguatinga — Foto: Arquivo pessoal

O que diz o INMet?

 

O Instituto Nacional de Meteorologia (INMet) soltou um alerta de “perigo potencial” de chuvas intensas no DF nesta segunda-feira. Segundo o informe, pode chover “entre 20 e 30 mm/h ou até 50 mm/dia”.

As regiões mais atingidas foram Brazlândia, Ceilândia, Águas Claras, Samambaia, Núcleo Bandeirante, Candangolândia, Lago Norte e parte da Asa Norte. De acordo com o Inmet, outros pontos do DF ainda têm possibilidade de chuvas e é preciso ficar alerta.

Ainda segundo o instituto, a água deve deve continuar caindo até quinta-feira (10). A partir de então, o tempo começa a ficar mais firme.

 

“O início das chuvas é assim mesmo. Chove, o tempo firma de novo, e depois ela a água volta a aparecer. Mas só deve chover de forma significativa a partir de novembro”, afirma o meteorologista Olívio Bahia.

 

Moradores de Ceilândia registraram enxurrada nas pista da cidade.  — Foto: Arquivo pessoal
Moradores de Ceilândia registraram enxurrada nas pista da cidade-satélite

Temperatura

 

A temperatura máxima registrada no Plano Piloto nesta segunda foi de 30,8ºC, entre 12h e 14h. Na região do Gama, a máxima foi de 32,2ºC, por volta de 13h.

Em relação ao calor e tempo abafado, o meteorologista Olívio Bahia explica que são resultado da chegada das chuvas.

 

 

 

“O padrão atmosférico está mudando e, com isso, o tempo e a umidade também, deixando o clima abafado e quente."

 

 

Fonte: *Via G1/Clipping

COMENTÁRIOS