Image and video hosting by TinyPic

 

Image and video hosting by TinyPic

 

compartilhar

ONDE ENTERRAR OS BICHOS?: Faltam locais para cemitérios de animais na Grande Brasília

O antigo local, que era mantido pelo Canil Público, foi fechado há 10 anos.

Desde que o  cemitério irregular mantido atrás do Canil Público, no Centro de Controle de Zoonoses de Brasília, foi fechado em 2006, os brasilienses não têm um lugar regularizado na capital para guardar as lembranças dos animais de estimação.

 

O terreno, que pertencia ao GDF, foi doado pela antiga Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Habitação (Seduh) à Associação Brasileira de Assistência às Famílias de Crianças Portadoras de Câncer (Abrace) para a construção do Instituto do Câncer Infantil e Hospital de Especialidades Pediátricas de Brasília.


A diretora-geral do Associação Protetora dos Animais (Proanima) do DF, Simone Lima, explica que a legislação de 1998 que estabelece as diretrizes em relatição à proteção e à defesa dos animais tem sido descumprida sobre a obrigatoriedade de um cemitério para animais de estimação em área pública. 

Brasilienses não tem onde enterrar seus bichos de estimação

 

 

 


Propriétaria de um memorial de animais, em uma zona rural de Águas Lindas de Goiás, Sheila Ribeiro tinha a finalidade de abrir o espaço em Brasília, mas foi barrada na legislação local. “Antes de abrir a minha empresa, eu fiz pesquisa de campo e constantei que em outros estados os cemitérios de animais também funcionam em zonas rurais”, explica.


O Instituto Brasília Ambiental (Ibram) informou que não existe nenhum cemitério licenciado pelo órgão. Porém, existem dois processos de licenciamento tramitando no Ibram para este tipo de atividade: um é de cemitério particular e o outro de um cemitério público.

 

Fonte: *Alô - Clipping

COMENTÁRIOS