compartilhar

NOVEMBRO AZUL: HRT inicia força-tarefa de cirurgias de câncer de próstata

Ação do Novembro Azul atenderá 45 pacientes durante o mês. No Hospital Regional de Taguatinga, fi lançada oficialmente, nesta terça-feira (5), uma força-tarefa para cirurgias de próstata

“Quando fui no ao posto, já tinha urinado sangue duas vezes; levei um susto, a esposa também se espantou e foi aí que eu procurei ajuda”.

 

Quem faz o relato é Francisco Rodrigues Rego, 55 anos, morador do Recanto das Emas.

Assim como muitos outros homens, ele só despertou para a necessidade de uma avaliação urológica depois de passar por essa situação.

 

É a esse público, em especial, que se destina a campanha Novembro Azul, que, durante todo este mês, trabalhará com ações preventivas ao câncer de próstata.

“Eu suspeitava de uma infecção urinária e fui a um postinho, fiz uns exames, o médico suspeitou que não era infecção urinária e me encaminhou para o urologista do HRT”, conta. “Ele descobriu que não era infecção.  Desde então, estou nessa guerra para conquistar uns anos de vida com saúde.”

O paciente foi um dos primeiros a procurar o centro cirúrgico durante o período de lançamento da força-tarefa do Novembro Azul, no Hospital Regional de Taguatinga (HRT). Desde o diagnóstico, ele esperou cerca de dois meses pela cirurgia e, segundo informa, fará três procedimentos de uma única vez: retirada de cálculo renal, próstata e hérnia.


Além de Francisco, outros 44 pacientes têm suas cirurgias programadas na unidade. A expectativa é que os procedimentos sejam realizados sempre às terças e quartas-feiras, durante todo este mês.  Este é o terceiro ano consecutivo da ação empreendida no HRT. “Estamos trabalhando para alcançar o maior número possível de pacientes”, informou o superintendente da Região de Saúde Sudoeste, Luciano Agrizzi.

Força-tarefaResultado de imagem para HRT inicia força-tarefa de cirurgias de câncer de próstata

 “Eu vi a dificuldade do meu pai, que teve câncer de próstata”, contou a secretária-adjunta de Assistência à Saúde da Secretaria de Saúde (SES), Lucilene Florêncio, durante a abertura oficial do Novembro Azul, na terça-feira (5). “Ele não tinha plano de saúde, foi operado pelo SUS há 20 anos e não morreu da doença”.

O diretor do HRT, Wendell Moreira, aproveitou a oportunidade para enaltecer o trabalho dos profissionais. “Vemos que a equipe de urologia está muito comprometida em fazer com que esse Novembro Azul aconteça”, declarou. “A gente tem muitos pacientes oncológicos na fila. Queremos atendê-los o mais rapidamente possível e dar essa assistência que tanto merecem”.

Histórico

Um dos grandes incentivadores da iniciativa é o urologista Rony Mafra Lima. “Diante do Outubro Rosa [mês dedicado a campanhas preventivas contra o câncer de mama], vimos a possibilidade de realizar uma ação semelhante no Novembro Azul, visando aos casos de câncer masculino”, disse. O câncer de próstata é o segundo que mais mata, após o de pulmão.

Segundo levantamento feito pelo Instituto Nacional de Câncer (Inca), em 2017 foram registradas cerca de 15 mil mortes em decorrência do câncer de próstata no Brasil. A estimativa é de que, neste ano, ocorram 68 mil novos casos da doença e venham a morrer de 27% a 34% desses pacientes, ou seja, até 23 mil pessoas.

Resultado de imagem para HRT inicia força-tarefa de cirurgias de câncer de próstata

 

COMENTÁRIOS