compartilhar

SUPERMERCADO PRIMOR: Atrás de emprego, centenas dormem na porta de mercado de cidade-satélite

Anúncio de abertura de estabelecimento no Recanto das Emas provocou uma correria por vagas. Muitos levaram barracas e cobertores

Um anúncio de emprego em um supermercado no Recanto das Emas, cidade-satélite de Brasília, gerou uma fila de cerca de 170 pessoas em frente ao estabelecimento, nesta quarta-feira (06).

 

No local, os primeiros candidatos aguardavam desde às 19h de terça (05) para entregar currículos, que serão recebidos pela empresa apenas às 8h da manhã desta quinta (07).


De acordo com a gerente geral do supermercado Primor, Lucilene de Oliveira, 150 pessoas serão contratadas para diferentes cargos para o novo centro de compras que nem foi inaugurado ainda. Ele funcionará no conjunto 6 da ADE 600. “Dependendo da vaga, vamos analisar o candidato. Às vezes, a pessoa não tem experiência em determinada área, mas tem perfil para outra atividade”, explicou.


Segundo a profissional, os candidatos aprovados devem ser chamados na próxima semana. “A loja deve abrir entre o final de novembro e o começo de dezembro. Até lá, vamos promover treinamentos”, comentou.

Resultado de imagem para Atrás de emprego, centenas dormem na porta de mercado do DF

Desde às 19h sentada em uma cadeira ao lado da porta do supermercado, Lucineide Pereira da Silva, 42 anos, espera por uma chance. Ocupando o primeiro lugar na fila, ela diz ter experiência como cozinheira, mas aceita qualquer vaga. “Estou desempregada há três anos e meio e está muito difícil. Já tentei outras vezes empregos assim e vou continuar tentando. Vou dormir aqui de novo e ficar até amanhã, firme e forte”, garantiu.


Para organizar a espera, Lucineide fez uma lista com os presentes e o lugar de cada um na fila. Até as 18h desta quarta, já havia 169 nomes.

Moradora do Recanto das Emas, Ana Lúcia Alves de Souza Pereira, 41, chegou no mesmo horário e é a segunda da fila. “Estou desempregada há quatro anos e estou fazendo bico, faxina. Mas como nunca tem dia certo, não quero ficar parada. Já trouxe lençol, meia, touca, cadeira”, narrou.

Cobertor e lanche

José Ribamar, 65, chegou às 11h50 no local e já havia 55 pessoas na frente dele. “Estou aqui ocupando lugar para minha neta. Ela tem filha pequena e está desempregada. Então, tive a ideia de ficar aqui por ela”, contou. “Estou torcendo que dê tudo certo, porque só conseguimos as coisas no sacrifício. Mas isso é o de menos para mim”, completou.

Preparado para passar o dia na calçada do supermercado, Marcelo Santos Araújo, 21, levou uma barraca e está acampado desde às 13h. Ainda assim, o morador do Gama é o 76° da fila. “Cheguei aqui e começou a chover. Aí, já armei a barraca e quebrou um galho. Trouxe cobertor e lanche, porque no momento aceito qualquer vaga”, destacou.

Igo Estrela/Metrópoles

Moradora do P Sul, em Ceilândia, Ester Elen Silva Oliveira, 41, soube do anúncio em um grupo de WhatsApp. “Mas como eu já estava em uma entrevista de emprego, não deu para vir antes. Quando cheguei, eram umas 13h40 e já havia 89 pessoas na minha frente. Isso porque saíram algumas pessoas.”

Desempregada há 6 meses, ela tentará trabalhar como atendente ou caixa. “Mas quero abraçar todas oportunidades”, ressaltou.

Cargos diversos

As vagas são para as seguintes áreas: operador de caixa, repositor, empacotador, açougueiro, cozinheiro, pizzaiolo, padeiro, confeiteiro, encarregado de loja, estagiário (cursando ensino médio e acima de 16 anos), auxiliar de serviços gerais, motorista, fiscal, atendente, ajudante de depósito, encarregado de setor, portadores de necessidades especiais. Os currículos serão recebidos até às 12h no local.

 

 

 

Fonte: *Via Metropole/Clipping

COMENTÁRIOS