compartilhar

SEXUALMENTE TRANSMISSÍVEL: Campanha de prevenção ao HIV/Aids mobiliza GDF

Secretaria ampliará, em dezembro, assistência aos jovens, faixa etária com maior incidência, e capacitará mais servidores

O Ministério da Saúde estima que 900 mil brasileiros vivem com HIV.

Deste total, cerca de 135 mil não sabem que têm a doença.

 

Por isso, a Secretaria de Saúde desenvolveu várias atividades para marcar a Semana Distrital de Prevenção da Aids e demais Doenças Sexualmente Transmissíveis.


Na sexta-feira (29), uma grande colcha de retalhos com fotos alusivas ao enfrentamento ao HIV/Aids foi estendida no gramado do Palácio do Buriti.

 

A ação é um alerta para os jovens e encerra a Semana Distrital de Prevenção da Aids e demais Doenças Sexualmente Transmissíveis.  

Paralelamente, a Gerência de Vigilância de Infecções Sexualmente Transmissíveis da Secretaria de Saúde realizou, na Rodoviária do Plano Piloto, uma tarde de aconselhamentos e de distribuição de preservativos. 

“A iniciativa é para alertar os jovens do Distrito Federal sobre os cuidados de prevenção da Aids. Temos um aumento no número de casos em jovens”, destaca a gerente de Vigilância de Infeções Sexualmente Transmissíveis, Carina Leão de Matos.


No Distrito Federal, são 11.600 pessoas fazendo tratamento na rede pública de saúde.

 

Dos casos registrados no Distrito Federal, 50% são jovens entre 15 e 29 anos.

“Essa é uma ótima ação, pois tem pessoas que não sabem ou não entendem a importância de se prevenir. É importante se informar e saber as formas de prevenção para que não tenhamos tantas pessoas doentes”, ressalta a autônoma Ana Lídia, de 39 anos.


A Secretaria de Saúde oferece testes rápidos em todas as unidades de saúde e no Núcleo de Testagem e Aconselhamento (NTA) da Rodoviária do Plano Piloto. O atendimento é realizado de segunda a sexta, no mezanino do segundo andar da Rodoviária. 


Há uma distribuição de senha e o usuário é chamado por número e não por nome, preservando o sigilo do paciente. O cadastro, o aconselhamento e a entrega do resultado do exame são feitos apenas por um funcionário, para promover maior privacidade. O horário de funcionamento é das 7h30 às 21h30, de segunda à quinta, e das 7h30 às 17h, nas sextas.   

“Além da realização dos testes rápidos nas unidades, a secretaria realizará, em dezembro, a ampliação da assistência. Vamos participar de um projeto-piloto do Ministério da Saúde com distribuição de autotestes para o HIV nos locais de Profilaxia Pré-Exposição ao HIV (PREp).  Além disso, estamos realizando capacitações para servidores, com foco no acolhimento das populações-chaves”, pontua Carina Leão.

O Ministério da Saúde lançou a Campanha de Prevenção ao HIV/Aids, que foca na testagem rápida e reforça a importância do tratamento. A campanha tem um olhar especial para os jovens, que é a faixa etária com maior incidência. Em todo o país, pessoas entre 20 e 34 anos representam 57,5% dos casos em todo o país. 

 

COMENTÁRIOS