compartilhar

CASOS FATAIS: Brasília registra 32 mortes por gripe em 2019; número é o dobro do registrado em todo ano passado

Maior parte das situações atingiu crianças com até cinco anos. Em segundo lugar estão pessoas acima de 60 anos.

 

O Distrito Federal registrou 32 mortes causadas por vírus da gripe entre janeiro e novembro de 2019.

O total de vítimas é o dobro do registrado ao longo dos 12 meses do ano anterior – quando houve 16 óbitos.

A maior alta no número de mortes ocorreu entre crianças com até cinco anos.

 

Em segundo lugar, estão as pessoas com mais de 60 anos (veja detalhes abaixo).

Os dados são do boletim epidemiológico da Secretaria de Saúde, divulgado nesta semana.

 

De 2017 até 2019, os números cresceram ano a ano:

 

  • 2017: 8 óbitos
  • 2018: 16 óbitos
  • 2019: 32 óbitos (até 16 de novembro)

A maior alta no número de mortes ocorreu entre crianças com até cinco anos.

 

Em segundo lugar, estão as pessoas com mais de 60 anos (veja detalhes abaixo).

Os dados são do boletim epidemiológico da Secretaria de Saúde, divulgado nesta semana.

 

De 2017 até 2019, os números cresceram ano a ano:

 

  • 2017: 8 óbitos
  • 2018: 16 óbitos
  • 2019: 32 óbitos (até 16 de novembro)

Casos notificados

 

Em 2019 foram notificados 1.660 casos de síndrome respiratória aguda grave no Distrito Federal.

Desses, 52,9% foram confirmados.


Casos graves de infecção por gripe na Grande Brasília:

 

  • 2017: 200
  • 2018: 592
  • 2019: 878

 

 

Cresce o número de crianças e maiores de 60 anos mortos por gripe

 

De acordo com o boletim, no grupo de 32 vítimas fatais, quatro pessoas informaram que não tinham sido vacinadas na última campanha.


Metade das mortes (16) ocorreu por complicações da doença em pessoas com fatores que aumentam as chances de agravamento da infecção.

 

São casos de pacientes que têm patologias crônicas e baixa imunidade.

Entre as vítimas com fator de risco, nove tinham mais de 60 anos – ou seja, 56%. Mas a maior alta no número de mortes ocorreu entre crianças com até cinco anos.


Em 2018, foram cinco óbitos. Em 2019, o número subiu para 11. A alta se concentrou principalmente naquelas que já tinham completado mais de um ano de vida, afirma a Secretaria de Saúde.

Mortes de crianças por gripe:

2018

 

  • Vítimas até um ano: 5
  • Vítimas com até 4 anos: 0

 

2019

 

  • Vítimas até um ano: 5
  • Vítimas com até 4 anos: 6

 

Apesar da alta no número de mortes, o total de crianças imunizadas na campanha de vacinação deste ano é superior ao do ano passado. Foram 133.981 vacinadas em 2018 (73,6% de cobertura vacinal) e 147.329 (79,9%) em 2019.

Mortes por H1N1

 

O numero de mortes por H1N1 também cresceu no Distrito Federal. Em setembro deste ano, a capital federal registra 10 mortes.

O boletim de novembro aponta que o total subiu para 16.

Em 2018, foram 6.

O número de casos de H1N1 também subiu, eram 68 no ano passado e 105 neste ano.

 

Fonte: *Via G1/Clipping

COMENTÁRIOS