Image and video hosting by TinyPic

 

Image and video hosting by TinyPic

 

compartilhar

DEU NO DFTV: Grupo usa antiga Rodoferroviária para fazer rachas; veja vídeo

Disputa reúne veículos que atingem velocidade de até 310 km/h. Detran diz fiscalizar ação dos motoristas; multa prevista é de R$ 1.915.

A antiga Rodoferroviária de Brasília ("rabo" do Eixo Monumental, ao lado do Cruzeiro) vira palco de corridas conhecidas como rachas ou pegas, proibidas em área urbana, todas as quintas-feiras.

 

 

Os carros arrancam em alta velocidade pela pista a partir do estacionamento, mostram vídeos obtidos pela TV Globo.

 

Os encontros acontecem por volta das 20h e vão até a madrugada.


Um grupo que se identifica como “Quinta do acelera”, do Gama, comenta as corridas. Um deles diz: “Geral querendo fazer barulho” e “Vou até colocar meu turbão direito só para barulhar com o ‘golzin’”. Os rachas também envolvem participantes de outros locais da Grande Brasília.


Nas disputas, os carros ficam emparelhados até que um rapaz dá o sinal. Eles saem da rotatória em frente ao estacionamento, em direção à outra rotatória, com acesso à EPIA.

 

Depois, os carros voltam para o ponto de partida.

Donos de todos os tipo de carro, dos mais simples aos mais sofisticados, frequentam o local. Todos aparentam ser turbinados e chegam a atingir 310 km/h.


Em abril de 2013, o DFTV mostrou uma operação do Detran no local.

O órgão afirma que esse e outros pontos de racha no DF são monitorados e que fiscais descaracterizados acompanham os casos.


“Já foram apreendidos mais de 160 veículos naquele local pelo Detran, DER e Polícia Militar”, afirmou o diretor de fiscalização, Silvain Fonseca. “A gente tem feito operação constantemente. A última que nós tivemos, deve ter menos de um mês, foram apreendidos mais de 42 veículos naquele local.”


A multa por disputar racha é de R$ 1.915. Se for flagrado, o motorista tem a carteira suspensa, o carro apreendido e pode responder criminalmente.

 

 

VEJA O VÍDEO E REPORTAGEM DO G1, CLICANDO NA FOTO

 

 

Fonte: *G1 - Clipping

COMENTÁRIOS