Image and video hosting by TinyPic

 

Image and video hosting by TinyPic

 

compartilhar

COMISSÃO DE INQUÉRITO: Presidente da Câmara Distrital quer CPI para investigar propina a Agnelo

Será a CPI da Copa para descobrir custo tão alto das obras do Mané Garrincha: R$ 2 bilhões.

A presidente da Câmara Legislativa, Celina Leão (PPS), anunciou que vai protocolar, nestaa próxima segunda-feira (11), o requerimento que permite a abertura da CPI da Copa.


A decisão foi tomada na sexta-feira (8), depois que o ex-governador Agnelo Queiroz foi citado em delação premiada da Operação Lava Jato.


Executivos da Andrade Gutierrez relataram pagamento de propina a Agnelo e disseram que o dinheiro saiu de obras do Estádio Nacional.


De acordo reportagem do Jornal Nacional, a empresa pagou propina em obras de estádios da Copa do Mundo de 2014, a exemplo do Estádio Nacional Mané Garrincha, que teve custo de R$ 2 bilhões.

 Decisão foi tomada após o ex-governador Agnelo ser citado da delação premiada da Andrade Gutierrez

 

A deputada Celina Leão (PPS), presidente da Câmara Legislativa do DF, revelou, neste sábado (9), que vai protocolar, na segunda-feira (11), o requerimento que permite a abertura da CPI da Copa, na CLDF.

A decisão foi tomada na sexta-feira (8), depois que o ex-governador Agnelo Queiroz foi citado na delação premiada da Operação Lava Jato.


De acordo com as matérias veiculadas na imprensa, executivos da Andrade Gutierrez relataram pagamento de propina a Agnelo e dizem que o dinheiro saiu de obras do Estádio Nacional.

 

De acordo com o texto exibido pelo  Jornal Nacional, a empresa pagou propina em obras de estádios da Copa do Mundo de 2014, a exemplo do Estádio Nacional Mané Garrincha, que teve custo de R$ 2 bilhões.


A parlamentar lembra que de acordo com o Tribunal de Contas do DF, estima-se que o custo da obra foi de R$ 1,7 bilhão, portanto, o mais caro construído para a Copa do Mundo. O percentual  é 153% maior do que os R$ 670 milhões previstos inicialmente no projeto.

O assunto não é novo para a deputada Celina Leão que, em muitas oportunidades relembrou do superfaturamento da obra do Estádio Nacional e, especialmente, quando, em março de 2014, o Tribunal de Contas do DF emitiu relatório em que apontava possíveis irregularidades nos gastos para a construção do Estádio.

 

“Para chegar a esta conclusão, o TCDF reuniu dados obtidos em visitas e por análise de contratos, o que levou a perceber que o custo da obra dobrou desde o início da construção. Em 2010, a previsão de gastos era de R$ 700 milhões e, à época do relatório, o valor já atingia R$ 1,4 bilhão”, relembrou Celina.


A parlamentar enfatiza que as justificativas para o aumento do custo da obra são muitas. “Mas não podemos ficar de braços cruzados e aceitar esse absurdo de recursos que foram ‘enterrados’ nessa obra. O povo de Brasília não pode pagar esta conta. Na CPI da Copa vamos fazer um raio-x dos gastos, por meio de documentos que vamos exigir dos gestores e responsáveis pela obra”, garante Celina. (*Por: Ana Maria Campos, do CB e Blog do Callado)

 

Fonte: *CB Poder - c/Blog do Callado Clipping

COMENTÁRIOS