Image and video hosting by TinyPic

 

Image and video hosting by TinyPic

 

compartilhar

DIA DE VOTAÇÃO DO IMPEACHMENT: Metroviários de Brasília paralisam serviços neste domingo

Os trens da companhia param de funcionar às 0h deste domingo e voltam a operar normalmente na manhã de segunda-feira (18)

Manifestantes que se programaram para ir à Esplanada dos Ministérios de metrô neste domingo (17) não poderão utilizar o serviço de transporte público.

 

De acordo com o Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Transportes Metroviários do Distrito Federal (SindMetrô), toda a categoria decidiu em assembleia, pela paralisação geral dos trabalhos amanhã.

 

Os trens da companhia param de funcionar às 0h deste domingo e voltam a operar normalmente na manhã de segunda-feira (18). A direção do Metrô ainda não se manifestou sobre a decisão dos funcionários.


Para o diretor do SindMetrô, Ronaldo Amorim, a medida tomada mostra a união da categoria visando a segurança de todos que estão na linha de frente do serviço.

 

“Nos reunimos para definir se iríamos aderir à operação especial proposta pelo governo neste domingo e decidimos pela paralisação. Os empregados não podem se sacrificar para que o GDF faça propaganda do transporte público que está largado às traças”, explicou Amorim.


Ainda segundo o SindMetrô, é lamentável que a direção-geral do Metrô e o Governo do Distrito Federal tenham tomado a decisão de modificar o horário de funcionamento das linhas no domingo, pelo fato de haver manifestações na Esplanada.

 

“Desde o ano passado, a gente vem lutando por mais contratações. Não temos como fazer operações especiais sem quadro suficiente de funcionários. Não foi pensado que a falta de pessoal coloca os empregados, os passageiros e o patrimônio da companhia em risco”, disse.

 

“Temos a consciência de que domingo é um dia histórico para o nosso país, mas, com os ânimos acirrados em ambos os lados nesta delicada situação política, não podemos sacrificar a integridade física e psicológica dos colegas de trabalho, nem dos usuários. A nossa intenção não é prejudicar mas, sim, resguardar toda a população”, completou.

 

COMENTÁRIOS