compartilhar

HOSPITAL UNIVERSITÁRIO: HUB lança unidade para pacientes críticos e Data Center

Investimento nos dois serviços foi de R$ 5,5 milhões, diz estabelecimento. Hospital da Universidade de Brasília também reformou banco de leite e ala da ginecologia.

O Hospital Universitário de Brasília inaugurou nesta segunda-feira (9) dois novos serviços: a Unidade de Pacientes Críticos e o Contêiner Data Center – equipamento de gestão de segurança da informação.

 

O investimento nas duas iniciativas foi de R$ 5,5 milhões.


De acordo com o hospital, a Unidade de Pacientes Críticos é voltada a pessoas em estado grave e que precisam de ajuda de alta complexidade. A ala tem 50 leitos e espaço exclusivo ao bem-estar de acompanhantes.

 

O número de leitos é cinco vezes maior em comparação aos últimos anos.


Atualmente há dez leitos de pediatria, dez de cuidados semi-intensivos, dez intermediários para pacientes cardíacos, nove de UTI Coronária, dois de isolamento e nove de medicação e observação. A equipe é formada por 140 colaboradores, entre médicos, enfermeiros e técnicos de enfermagem.

Ala do Hospital Universitário de Brasília, que lançou dois novos serviços e apresentou outras duas reformas nesta segunda-feira (Foto: Hospital Universitário de Brasília/Divulgação)
Ala do Hospital Universitário de Brasília, que lançou dois novos serviços e apresentou outras duas reformas nesta segunda-feira 

A instalação do Contêiner Data Center já ocorreu antes em 15 hospitais. O ambiente é seguro, resistente a desastres, com grupo gerador que garante o fornecimento de energia ininterrupta, sistema de climatização, detecção e combate a incêndio com gás de supressão, controle biométrico de acesso e monitoramento de circuito fechado de televisão.


Para a instalação do equipamento, o HUB construiu uma subestação elétrica para fornecer o suporte de energia, realizou obras de adequação do local e implantou estrutura de fibras óticas que ligam todos os prédios do hospital.


“O HUB ganha muito em questão de segurança. A possibilidade de interrupção dos serviços informatizados reduz consideravelmente”, disse o chefe do Setor de Gestão de Processos e Tecnologia da Informação, Rodrigo Magalhães Alves.


Outras intervenções
A instituição também entregou a reforma da Emergência da Ginecologia e Obstetrícia e do Banco de Leite Humano.

Com as obras na ala, que tem quatro leitos e atende aproximadamente mil pessoas mensalmente, a sala ganhou triagem para acolhimento e classificação de risco e banheiros adaptados a pessoas com deficiência.


“A reforma no local possibilitou a adequação da estrutura física às normas da Anvisa, com recepção única para a Emergência e o Banco de Leite, facilitando o acesso da paciente e a integração entre as equipes”, explica a chefe da Unidade Materno-Infantil, Lizandra Moura Paravidine Sasaki.

 

O investimento com a revitalização da Emergência e do Banco de Leite foi de R$ 685 mil.


O banco funciona desde 1992. A inauguração da reforma ocorre dias antes da comemoração da Semana Nacional de Aleitamento Materno, que ocorre de 16 a 20 de maio.


Nos últimos meses, a equipe saltou de seis para 15 colaboradores, entre médica, nutricionista, enfermeiros, técnicos de enfermagem e administrativos. Nos últimos seis anos, o serviço ganhou equipamentos novos e realizou 146,3 mil atendimentos individuais e mais de 11 mil em grupo. Foram mais de 5 mil visitas domiciliares, 6,7 mil doadoras e 4,5 mil recém-nascidos beneficiados com leite doado e pasteurizado.

 

Fonte: *G1 - Clipping

COMENTÁRIOS