Image and video hosting by TinyPic

 

Image and video hosting by TinyPic

 

compartilhar

ALASTRANDO: Grande Brasília registra 95 casos confirmados de infecção por H1N1, com 6 mortes

Foram 30 novas confirmações em 10 dias; Saúde diz que ano é 'atípico'. Asa Norte e Ceilândia lideram ocorrências; vacinação termina no dia 20.

Boletim divulgado nesta terça-feira (10) mostra que o Distrito Federal registrou 95 casos confirmados de gripe H1N1 desde o início do ano.

 

O número consolidado até a última sexta (6) se refere apenas aos casos comprovados por exame laboratorial.

 

No total, 305 pacientes tiveram sintomas similares aos causados pelo vírus, em casos que foram notificados ao governo.


Dos 65 casos confirmados, 8 foram em crianças menores de 5 anos, e 14, em pessoas com mais de 60 anos.

Até esta segunda (9), quando o balanço foi finalizado, 12 dos 65 pacientes com H1N1 permaneciam internados, sendo 8 deles em unidades de terapia intensiva (UTIs).

O boletim também aponta que quatro mulheres e dois homens morreram por causa de complicações relacionadas ao H1N1, desde janeiro.

 

Os locais mais acometidos pelo vírus foram Asa Norte, com 16 casos; Ceilândia, com 11 casos, e Santa Maria, com 9 casos desde o início do ano.


Os dados divulgados pela Secretaria de Saúde mostram o aumento de casos registrados em pouco tempo.

O boletim anterior, divulgado em 29 de abril, indicava confirmação de 65 casos de H1N1 no Distrito Federal – uma diferença de 30 ocorrências no intervalo de 10 dias. Gestores da pasta afirmam que o ano é considerado "atípico".


Vacinação
Pelo menos três centros de saúde seguiam sem vacinas contra H1N1 e outros cinco tinha estoques baixos na manhã desta terça na Grande Brasília.

 

As unidades não souberam dizer quando haveria reposição das imunizações. Ao G1, a Secretaria de Saúde disse que o problema é pontual e pode estar relacionado a falhas no transporte das doses ou no esgotamento do que já foi distribuído.


Segundo a própria pasta, a retomada da campanha de vacinação ocorreria nesta segunda, depois de o Ministério da Saúde repassar mais 143,3 mil doses. A distribuição para as unidades de saúde ocorreu na sexta.


O GDF disse que foram vacinadas até a última quinta 435.333 pessoas, 71,5% do público-alvo da campanha iniciada no dia 18 de abril.

A imunização termina em 20 de maio. O foco são crianças entre 6 meses a menores de 5 anos, gestantes, mulheres com até 45 dias após o parto, profissionais de saúde, idosos, pessoas com doenças crônicas, indígenas, presidiários e funcionários do sistema prisional.


A campanha foi antecipada em 12 dias e começou em 18 de abril. A meta da secretaria é imunizar 80% das 609 mil pessoas que fazem parte do grupo prioritário. De acordo com a pasta, profissionais de saúde e mães há menos de 45 dias foram os grupos que mais vacinaram, com 100% e 82,4%, respectivamente, da meta de vacinação.

 

Fonte: *G1 - Clipping

COMENTÁRIOS