compartilhar

"PÉS DE CANA": Em quatro dias, Detran flagra 147 motoristas alcoolizados na Grande Brasília. 3 Mortes

Cinco motoristas foram presos e encaminhados à Polícia Civil. Motorista preso tentou agredir agente de trânsito, afirma Detran.


Um dos condutores presos ainda tentou agredir um agente de trânsito, informou o Detran. Três outros motoristas também foram encaminhados à Polícia Civil por desacato.


Durante as ações realizadas nesse período, 33 pessoas foram autuadas por dirigirem sem habilitação. Ao todo três foram presos com veículos roubados ou furtados.

 

Foram apreendidos 205 veículos. Além do Detran, participaram das operações a Polícia Militar e o Departamento de Estradas de Rodagem.


A multa para quem é flagrado dirigindo alcoolizado é de R$ 1.915. Além disso, pode ter a carteira de habilitação suspensa. Se estiver sozinho, o carro pode ser apreendido.


É considerado crime de embriaguez quando o índice de miligramas de álcool por litro ar expelido é igual ou superior a 0,3. Nesse caso, o motorista é detido e levado para delegacia, onde só é liberado após pagamento de fiança.


Três mortes no fim de semana
No último fim de semana, pelo menos três pessoas morreram em acidentes de trânsito em Brasília – um deles provocado por motorista alcoolizado.

Na madrugada do sábado (21), um vendedor de lanches morreu após ser atropelado por um motorista que dirigia alcoolizado, no Eixo Monumental.

 

O homem foi preso e levado para a 5ª DP, centro da capital federal, onde foi autuado por homicídio culposo com embriaguez ao volante. Às 9h, pagou fiança de R$ 8 mil e foi liberado. O enterro da vítima foi neste domingo.


O acidente ocorreu por volta das 5h, ao lado da Igreja Rainha da Paz, próximo ao Sudoeste. Pedaços do para-choque do veículo ficaram espalhados pela pista. Segundo a Polícia Militar, a vítima, de 23 anos, seguia com o pai para trabalhar.

 

Ainda de acordo com a PM, eles descarregavam do carro produtos que seriam vendidos em uma barraca de lanches na frente de uma parada de ônibus do Eixo Monumental, quando foram surpreendidos pelo outro veículo, em alta velocidade.


O teste do bafômetro mostrou que o motorista tinha 0,8 mg de álcool por litro de ar expelido pelos pulmões – mais do que o dobro do que é considerado crime.

À tarde, um motorista morreu em uma batida enquanto dirigia na BR-070, saindo de Taguatinga em direção ao Plano Piloto. Segundo testemunhas, um carro com três ocupantes – que seguia na mesma direção e capotou logo em seguida – bateu contra o veículo da vítima.

Com helicóptero, bombeiros fazem resgatem em acidente ao lado do Eixo Monumental (Foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação)
Com helicóptero, bombeiros fazem resgatem em acidente ao lado do Eixo Monumental

As três pessoas não ficaram feridas no acidente, que ocorreu por volta das 15h45. Dois postes de iluminação foram atingidos e caíram com a batida. O trânsito precisou ficar fechado no local.


No domingo (22), um motociclista morreu e uma outra motociclista ficou ferida após serem atropelados por um carro no acesso ao Sudoeste, em Brasília, ao lado do Eixo Monumental. A motorista, de 45 anos, que dirigia o carro que bateu na traseira das motos não tinha presença de álcool no sangue, informou a Polícia Militar.


Segundo testemunhas, as duas vítimas tinham reduzido a velocidade para passar por um quebra-molas quando foram atingidas pelo veículo. De acordo com os bombeiros, a motociclista, de 43 anos, foi levada ao Hospital de Base consciente, apresentando ferimentos leves. A pista ficou isolada durante o socorro, que envolveu helicóptero e veículos do SAMU. A 3ª DP, no Cruzeiro, investiga as condições do acidente.

 

Fonte: *G1 - Clipping

COMENTÁRIOS