Image and video hosting by TinyPic

 

Image and video hosting by TinyPic

 

compartilhar

PARQUE DOS DINOSSAUROS: Zoológico lança concorrência para construção de exposição robotizada

Local terá 30 réplicas em um espaço de 4,8 mil metros quadrados

A Fundação Jardim Zoológico de Brasília divulgou aviso de licitação para construção do Parque dos Dinossauros em uma área de 4,8 mil metros quadrados dentro do local.

 

O documento publicado no Diário Oficial do Distrito Federal prevê a concessão de uso para empresas privadas para execução do projeto e exploração comercial da atividade turística no complexo temático.


O plano prevê exposição de 30 réplicas robotizadas de dinossauros e sala de cinema 5-D, além de espaço para arvorismo, loja de lembranças e food trucks, conforme edital disponível no site do órgão.

 

Em contrapartida, o governo de Brasília receberá participação mínima de 30% sobre a arrecadação da bilheteria. A concorrência ocorre em 7 de julho, das 9 às 10 horas, no auditório da fundação, quando serão abertos os envelopes com as propostas.


O projeto é inspirado no Parque dos Dinossauros do Zoológico de São Paulo, na Zona Sul da capital paulista, e foi elaborado durante um ano e meio por servidores do órgão de Brasília. A proposta de criação do espaço visa à ampliação da oferta de atrações e, dessa forma, ao reforço da arrecadação.

 

A empresa que oferecer a maior porcentagem na contrapartida tem direito a explorar a área por um ano. Além disso, o repasse mensal mínimo ao governo deve ser de R$ 10 mil. O valor total do contrato é de R$ 120 mil e pode ser renovado a cada ano. No caso do cinema 5-D, a participação mínima na bilheteria é de 15%, no mesmo período.


Como será

O Parque dos Dinossauros ficará em uma área isolada, a 100 metros do recinto das ariranhas. As réplicas de animais da Era Mesozoica emitirão som e se moverão. O mais alto deles será o Tiranossauro Rex, com 12 metros de altura. “Pensamos em um local que fique distante dos animais e, dessa forma, não interfira no conforto deles”, explica o presidente da Comissão Permanente de Licitação da Fundação Jardim Zoológico de Brasília, Paulo Maurício Macedo Alegre Alarcon.


Na área do arvorismo, o projeto estabelece 105 metros de cordas para percursos entre a vegetação. O cinema, por sua vez, deverá ter capacidade para 50 pessoas. Uma consulta pública para avaliação da proposta pela população vigorou de 9 a 18 de maio. O projeto não recebeu modificações da comunidade no período.


A compra do bilhete do zoológico não garantirá a entrada no Parque dos Dinossauros. Assim, quem quiser conhecer os bonecos robotizados, deverá pagar uma entrada específica. Os valores só serão conhecidos após a divulgação da proposta vencedora. “A expectativa é que 35% dos frequentadores escolham conhecer o Parque dos Dinossauros”, estima Alarcon. O horário de funcionamento do parque seguirá o expediente do local, de terça-feira a domingo, das 9 às 17 horas.


As empresas interessadas em explorar a atividade devem entregar as propostas em 7 de julho na sede da fundação, na Avenida das Nações, L4 Sul.

 

COMENTÁRIOS