Image and video hosting by TinyPic

 

Image and video hosting by TinyPic

 

compartilhar

HIGIENE: Mercados brasilienses devem limpar cestas e carrinhos a cada 24 h. determina lei

Quem vende alimentos é obrigado a remover sujeiras e microrganismos. Texto prevê multa de até R$ 50 mil; órgão fiscalizador não foi definido.

O governador RodrigoRollemberg sancionou nesta quinta-feira (25) uma lei que obriga mercados a higienizar carrinhos e cestas de compra a cada 24 horas.

 

A partir desta sexta (27), estabelecimentos que vendem comidas e bebidas devem garantir a remoção de sujeira e resídios alimentares, e destruir microrganismos.


Se descumprirem a medida, os comércios podem receber pena que vai desde advertência por escrito a multa entre R$ 500 e R$ 50 mil.

 

Além disso, os estabelecimentos podem ter os carrinhos e cestas sujos destruídos.


O texto da lei é de autoria do deputado distrital Julio Cesar (PRB). Ao sancionar a medida, Rollemberg vetou um trecho que previa que a fiscalização fosse feita pelo Procon e pela Vigilância Sanitária. O governador também barrou a obrigação de as lojas oferecerem lenços umedecidos de graça.


Segundo o governo do Distrito Federal a fiscalização será feita pela Diretoria de Vigilância Sanitária da Secretaria de Saúde.


Há pelo menos 41 redes de supermercado conveniadas à Associação de Supermercados deBrasília (Asbra). A entidade reúne os empresários do setor no Distrito Federal e no Entorno. OG1 não localizou representantes da Asbra para que possam se posicionar sobre a lei.

Carrinhos de supermercado enfileirados (Foto: Pixabay/Divulgação)

O Fantástico e o Bom Dia Brasil já haviam mostrado que os carrinhos apresentam uma série de microrganismos que podem prejudicar a saúde. De 180 amostras de carrinhos analisadas, 100% apresentavam coliformes fecais e 80% indicavam presença estafilococos.

São bactérias que podem transmitir diarreia, conjuntivite, doenças de pele e até infecção urinária. Segundo biólogos, limpeza com água e detergente praticamente elimina o perigo.

 

Fonte: *G1 - Clipping

COMENTÁRIOS