Image and video hosting by TinyPic

 

Image and video hosting by TinyPic

 

compartilhar

GASOLINA A R$ 2,35: Ato contra altos impostos tem litro da gasolina R$ 1,37 mais barato em Brasília

Redução é de 58% do valor original; duas unidades do Eixinho participam. Cemitério simbólico foi montado para demonstrar luto após demissões.

"Infelizmente acho que não tem como cortar [todos os dias]. A gente acha que os impostos passaram dos limites. Hoje em dia, mais de 40% dos rendimentos de uma pessoa vão para os impostos" -Raphael Paganini, presidente da Câmara de Desenvolvimento Lojista Jovem.


Dois postos de combustível de Brasília reduziram em 58% o preço do litro da gasolina nesta quinta-feira (2) em alusão ao Dia da Liberdade de Impostos do Brasil.

 

A ação começou às 6h30 em unidades do Eixinho, na 206 Norte e 210 Sul.

O valor de R$ 2,35 foi definido considerando o custo do produto sem a incidência de tributos distritais e federais, além do ICMS.

O original é R$ 3,72.

 

Motoristas fazem fila para abastecer veículos com gasolina sem imposto em Brasília; valor cai de R$ 3,72 para R$ 2,35 (Foto: Maria Luiza Albuquerque/Divulgação)
Motoristas fazem fila para abastecer veículos com gasolina sem imposto em Brasília; valor cai de R$ 3,72 para R$ 2,35

Cada participante pode comprar só 20 litros, e o pagamento deverá ser feita em dinheiro. A economia máxima é de R$ 27,40.

 

A promoção dura até que um estoque de 30 mil litros seja consumido nos dois postos, da rede Jarjour. Houve filas em ambos os estabelecimentos.

Um cemitério simbólico foi montado em protesto pelas demissões e pelo fechamento de cem mil empresas no Brasil em 2015 (Foto: Maria Luiza Albuquerque/Divulgação)
Cemitério simbólico montado em protesto pelas demissões e pelo fechamento de cem mil empresas no Brasil em 2015

Quem participar também pode concorrer à compra de um Peugeot 208 sem os impostos – o valor original é R$ 48.190, e ele será repassado por R$ R$ 34.392. Para isso, o interessado deve chutar quanto o governo federal terá arrecadado de tributos no período em que a gasolina é vendida com desconto em Brasília.

A organização informou que, durante as promoções, patrocinadores repassarão o que deixou de ser arrecadado com os tributos para o governo. Presidente da Câmara de Desenvolvimento Lojista Jovem (CDL), Raphael Paganini afirma que a ideia é chamar a atenção para os altos impostos que se paga no país. Ele diz que o Brasil tem uma das maiores cargas tributárias do mundo.


“Infelizmente acho que não tem como cortar [todos os dias]. A gente acha que os impostos passaram dos limites. Hoje em dia, mais de 40% dos rendimentos de uma pessoa vão para os impostos”, declarou.


O protesto conta ainda com cruzes fincadas no gramado de um dos postos. A ideia é fazer um cemitério simbólico, como luto pelas demissões provocadas pelo fechamento de cem mil empresas no Brasil no ano passado.

 

Fonte: *G1 - Clipping

COMENTÁRIOS