Image and video hosting by TinyPic

 

Image and video hosting by TinyPic

 

compartilhar

ALIMENTO DO PEITO: Hospitais públicas estão precisando de doações de leite materno

O BANCO PRECISA PELO MENOS DE 250 LITROS DE LEITE POR MÊS

O Banco de Leite Humano do Hospital Regional de Taguatinga (HRT) precisa de doações. Para garantir o atendimento a recém nascidos atendidos na unidade, o banco precisa, pelo menos de 250 litros de leite materno por mês.

 

 

No entanto, a quantidade no mês de maio não passou de 149 litros. Segundo a assessoria do hospital, até a manhã desta quarta-feira (8/6), 33 bebês permaneciam internados e precisavam do alimento.


 

Quem puder doar, não precisa sair de casa para levar o leite. O Corpo de Bombeiros disponibiliza uma equipe para buscar o produto nas casas das doadoras.  O telefone para contato é: (61) 3352-6900.


O leite doado passa por controle microbiológico no laboratório de processamento e pasteurização. O Banco de Leite Humano do HRT é referência nacional e internacional. Segundo informações da equipe, em nenhum outro local do mundo existe uma experiência de tão longa data. Isso desperta a curiosidade de outros países. Frequentemente, o Banco recebe visitas de profissionais que vêm conhecer o trabalho da equipe.


Doação

Quem quiser doar deve estar saudável, amamentando e com excesso de leite. Segundo a chefe do NBLH/HRT, enfermeira Maria das Graças Rodrigues, a partir do momento em que a mãe domina a técnica da coleta do leite, o procedimento se torna bastante simples.

 

A mulher precisa apenas ser "criteriosa e cuidadosa" para que o leite coletado não seja contaminado. A estratégia é usar um lenço ou uma touca no cabelo e uma máscara, além de higienizar bem as mãos. As doadoras, muitas vezes, recebem o kit completo, inclusive os vidros esterilizados.


“A doação de leite salva muitas vidas, não importa a quantidade doada. Há bebês que recebem 1 ml de leite por dieta. Precisamos e sempre precisaremos de doação”, explica.


As mulheres que moram no Entorno podem entrar em contato diretamente com os hospitais da cidade. Em Águas Lindas o atendimento pode ser pelo Hospital de Brazlândia (HRBz); em Santo Antônio, no Hospital de Ceilândia (HRC), e as moradoras de Planaltina de Goiás, pelo Hospital de Planaltina (HRPl). Quanto às mães que são de Valparaíso de Goiás, Cidade Ocidental e até Luziânia poderão entrar em contato com o Hospital do Gama (HRG) ou Hospital de Santa Maria (HRSM).


Cuidados

As mães que são doadoras devem observar alguns cuidados para coletar o leite:

- para armazenar o leite utilizar frasco de vidro com tampa de plástico

- colocar vidros e tampas numa panela e cobri-los com água

- ferver tudo por 15 minutos

- deixar vidros e tampas escorrerem sobre um pano limpo até secar. Fechar o vidro sem tocar na parte interna da tampa.

- colocar touca ou lenço para cobrir os cabelos.

- colocar fralda ou máscara sobre o nariz e a boca.

- lavar as mãos e braços até o cotovelo com sabão e água

- antes de iniciar a coleta, lavar as mamas apenas com água

- secar as mãos e as mamas com uma toalha limpa

- evitar conversar durante a retirada do leite

- retirar o leite quando as mamas estiverem muito cheias, antes ou depois das mamadas.

 

COMENTÁRIOS