Image and video hosting by TinyPic

 

Image and video hosting by TinyPic

 

compartilhar

"POSTO" CLANDESTINO: Suspeito de venda ilegal é preso com combustível, munição e armas no ParkWay

Ele tinha 1,3 mil litros de combustível, 600 balas, 4 espingardas e 1 revólver. PMs fizeram flagrante na casa dele após abordarem suposto cliente.

Um homem foi preso na noite deste sábado (25) com 1,3 mil litros de combustível, cinco armas e 600 balas em uma casa no Park Way, bairro nobre de Brasília.

 

De acordo com a Polícia Militar, o combustível era comercializado clandestinamente e estava armazenado em galões de 20 e 50 litros.


A ação teve início depois de um suposto cliente ser abordado, junto com um adolescente de 14 anos, em um carro parado no acostamento da via que liga o Park Way à EPNB. Policiais militares revistaram o automóvel, onde encontraram parte da munição e um galão com combustível.

Armas e munições apreendidas pela Polícia Militar em uma casa no Parway, região do Distrito Federal (Foto: Polícia Militar DF/Divulgação)
Armas e munições apreendidas pela Polícia Militar 

Questionado sobre a origem das balas e do combustível, o adulto disse que morava em São Sebastião e ia ao Park Way apenas para comprar os itens. Ele deu então o endereço da casa, que fica na quadra 5, perto do acesso a Águas Claras.


Ao chegar ao local, a PM encontrou as cinco armas – quatro espingardas e um revólver calibre 32 – e munição. Além disso, havia um depósito com quase cem galões de combustível, somando 1,3 mil litros do produto.

A corporação não soube informar os valores pelos quais ele era revendido nem a origem dos itens.

  •  Cerca de cem galões de combustível foram apreendidos pela PM em uma casa no Parkway, Distrito Federal (Foto: Polícia Militar DF/Divulgação)
  • Parte dos galões de combustível que foram apreendidos pela PM 

O dono da casa contou, a caminho da delegacia, já ter antecedentes por porte ilegal de arma de fogo e comercialização clandestina de combustível. Ele foi novamente autuado pelos crimes e por venda de munição. O suposto cliente vai responder por transporte irregular de combustível e porte de munição. O caso é investigado pela 21ª Delegacia de Polícia.

 

Fonte: *G1 - Clipping

COMENTÁRIOS