Image and video hosting by TinyPic

 

Image and video hosting by TinyPic

 

compartilhar

"PALCOS DESPREPARADOS": Falta cerca de 1 mes, alguns centros de treinamento geram preocupação

Os jogos começam em agosto, mas os locais que receberão equipes em Brasília não estão prontos

Campo dos bombeiros é o mais bem cuidado (FOTO)

 

A pouco mais de um mês para o início dos Jogos Olímpicos de 2016, Brasília ainda corre contra o tempo para deixar os centros de treinamentos prontos para as seleções que irão disputar, ao todo, 10 partidas no Mané Garrincha.

 

 A situação mais preocupante é a do o Estádio Antônio Otoni Filho (que fica no Complexo do Cave), no Guará (foto abaixo).

O local deveria ter sido utilizado como centro de treinamento na Copa do Mundo de 2014, mas a obra não saiu do papel na época e o Governo do Distrito Federal (GDF) já admitiu que a obra não será concluída a tempo para a Olimpíada. 


O gramado do estádio já foi todo trocado, mas os vestiários e os banheiros não ficarão prontos e os atletas precisarão utilizar contêineres durante os treinamentos. Ao todo, a obra no local está estimada em mais de R$ 6 milhões.


Por ser uma das cidades-sedes do futebol olímpico, Brasília tem que disponibilizar 4 centros de treinamentos para a preparação dos atletas. Por isso, além do Cave, o Estádio Maria de Lourdes Abadia (Abadião), em Ceilândia, o Estádio Walmir Campelo Bezerra (Bezerrão), no Gama, e o Centro de Capacitação Física do Corpo de Bombeiros Militar, no Plano Piloto, estão confirmados como os locais disponíveis. 

 

Mas todos precisam e ainda passam por reformas. A Companhia Urbanizadora da Nova Capital do Brasil (Novacap) está revitalizando os espaços.


O Abadião ainda passa por melhorias na infraestrutura do estádio, com a manutenção da rede elétrica e hidráulica. Segundo a Administração Regional de Ceilândia, o local também receberá um novo sistema de irrigação dos gramados. O valor das obras está estimado em mais de R$ 67 mil.

 

Muito criticado na final da Copa Verde e principal preocupação das delegações que jogarão em Brasília na Olimpíada, o gramado do Bezerrão está recebendo manutenção e acompanhamento técnico, de acordo com a Secretaria de Esporte. 

 


Campo dos bombeiros é o mais bem cuidado 

Já o Centro de Capacitação Física do Corpo de Bombeiros a pasta informou que "devido à constante utilização, a corporação realiza rotineiramente a manutenção das instalações, como a pista de corrida e o campo de futebol", disse em nota. 


Palco dos jogos, o Mané Garrincha será entregue para a organização da Rio 2016 em 11 de julho. Dois dias antes, o estádio recebe o confronto entre Flamengo e Atlético/MG, válido pelo Campeonato Brasileiro. 


Desde o ano passado, secretarias do GDF utilizamsalas do Mané Garrincha para amenizar o prejuízo do estádio. Mas devido a competição, as pastas foram transferidas de lá. A Secretaria de Estado de Desenvolvimento Humano e Social (SEDHS) foi para 515 norte, a Secretaria de Economia e Desenvolvimento Sustentável foi para 509 norte e a Secretaria de Esporte foi para o Centro de Convenções. Brasília receberá três partidas do feminino e sete do masculino

 

Fonte: *Via Alô - Clipping

COMENTÁRIOS