Image and video hosting by TinyPic

 

Image and video hosting by TinyPic

 

compartilhar

UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA: Inscritos no vestibular da UnB podem ver nota e alterar curso nesta 6a.feira

Sistema similar ao SISU, do governo federal, será usado pela 1a vez. Prazo de mudança vai até sábado; primeira chamada deve sair na 2a.feira

A Universidade de Brasília (UnB) divulgou, a partir das 8h desta sexta-feira (8), o resultado preliminar do vestibular de 2016.

 

Os estudantes que fizeram a prova em julho poderão conferir o desempenho individual e alterar as opções de campus, curso e turno pela internet (veja aqui).

 

O sistema similar ao SISU, que gerencia as notas do Enem, será usado pela primeira vez no vestibular da instituição.


Segundo o edital complementar divulgado nesta quinta (7), os vestibulandos terão até as 20h de sábado (8) para conferir a prova e alterar a inscrição.

A mudança pode ser feita várias vezes, e apenas a última versão enviada ao sistema será considerada. A previsão da UnB é de que o resultado definitivo da primeira chamada seja divulgado na segunda (11), a partir das 17h.

Nesta quinta,a UnB divulgou a nota da redação e das questões "tipo D" – em que o estudante precisa redigir um parágrafo ou ilustrar um resultado, por exemplo. Neste ano, a UnB pediu que os alunos escrevessem uma redação sobre o tema "Guerras: derrota para a humanidade".

Novo sistema
Durante o período de inscrição, os candidatos a uma das 4.212 vagas de graduação presencial indicaram a "pré-opção" de curso. Com exceção do sistema de concorrência (universal ou cotas, por exemplo), todo o resto pode ser alterado nesta etapa.

A mudança no sistema permite que 

Estudantes do cursinho aprovados no vestibular da UnB no meio do ano (Foto: Galt/Divulgação)

um candidato com nota insuficiente para o curso pretendido se inscreva em uma segunda opção, que exija notas menores. Segundo a UnB, a mudança torna o processo mais próximo da metodologia que já é aplicada no final do ano, quando a universidade usa as notas do Enem para definir os novos aprovados.

 

O decano de graduação da universidade, Mauro Rabelo, afirma que as novas regras dão maior transparência à seleção e dão uma "segunda chance" para que os estudantes repensem suas escolhas.


"[Isso vai] fazer com que a opção de curso não seja feita completamente às cegas, já que o candidato vai saber seu desempenho nas provas antes de fazer a opção definitiva, atenuando a ansiedade inerente ao processo de escolha", diz.

 

Fonte: *Via G1 - Clipping

COMENTÁRIOS