Image and video hosting by TinyPic

 

Image and video hosting by TinyPic

 

compartilhar

OLIMPÍADAS, AQUI, NÃO AQUECE: A menos de um mês, hotéis tem poucas reservas

Ocupação pretendida não passa dos 30%

Faltando menos de um mês para o início da Olimpíada, a procura por hotéis em Brasília está muito abaixo do esperado.

 

O número de reservas para ocupação de quartos não passa dos 30%. Mesmo os jogos sendo no Rio de Janeiro, a capital federal é uma das subsedes e o Estádio Nacional Mané Garrincha será palco de 10 partidas de futebol entre os dias 4 e 13 de agosto.


A expectativa do Governo do Distrito Federal é que a movimentação financeira na capital durante os Jogos Olímpicos seja de R$ 156 milhões.

 

O valor é quase cinco vezes a mais que o investimento previsto: R$ 32 milhões. Desse valor, R$ 13 milhões serão destinados a gastos com segurança.

Mas, o setor horteleiro não está com a mesma perspectiva. De acordo com o presidente do Sindicato dos Hotéis, Bares e Restaurantes do Distrito Federal (Sindhobar), Jael Antônio da Silva, a demanda está abaixo do esperado. “As reservas estão na faixa de 30% para ocupação dos quartos. Mas temos a expectativa que o número dobre até a realização dos jogos”, explica.


O sindicato representa pelo menos 400 hotéis no Distrito Federal. Uma das estrategias do setor foi manter os mesmos valores dos quartos. O presidente do Sindhobar contou ainda que as empresas não contrataram mão de obra extra para o período da Olimpíada. Para os restaurantes, o aumento das vendas também não está em alta. “Por este cenário, poucos restaurantes devem fazer decoração temática sobre os jogos olímpicos”,conclui Jael.


A ocupação dos hotéis para agosto está bem abaixo odo que ocorreu durante a Copa do Mundo em 2014. Na época, a ocupação de quartos atingiu quase de 80%.(Por:Wellington Botelho)

 

Fonte: *Via Alô - Clipping

COMENTÁRIOS