compartilhar

BIKE BRASÍLIA: Renovado por mais um ano o sistema de bicicletas compartilhadas no Plano Piloto

Anuidade para usar o serviço permanece R$ 10 para o cidadão. GDF planeja instalar pontos em cidades-satélites

O contrato de bicicletas compartilhadas no Plano Piloto será renovado por mais um ano.

 

O resultado da convocação pública para administrar o serviço foi divulgado nessa segunda-feira (11) pela Secretaria de Mobilidade do GDF. A empresa que já operava o sistema foi a única a apresentar interesse e venceu a concorrência.


A Samba Transportes Sustentáveis, do Grupo Serttel, manterá as características do serviço prestado no Plano Piloto: 40 pontos de atendimento, 400 bicicletas disponíveis e assinatura anual de R$ 10.


A meta do Governo do Distrito Federal é estender o sistema para outras localidades da Grande Brasília, de acordo com o subsecretário de Planejamento e Mobilidade, da Secretaria de Mobilidade do GDF, Denis de Moura Soares.

Integração com o transporte coletivo

Estação do Bike Brasília próximo à Rodoviária do Plano Piloto.
Estação do Bike Brasília próximo à Rodoviária do Plano Piloto.  

 

O Plano de Ampliação do Sistema de Bicicletas Compartilhadas na capital federal, elaborado pela Subsecretaria de Planejamento e Mobilidade, tem como finalidade aumentar o número de usuários não só para os deslocamentos dentro de uma mesma localidade, mas possibilitar a integração com o transporte coletivo.


O estudo destaca que a ampliação do serviço deve dar prioridade a locais atendidos por sistemas de transporte de massa.

Dessa forma, os novos pontos terão de ser instalados nos arredores das estações do metrô e do Expresso Sul.

Além disso, há previsão de instalação de pontos próximo a hospitais, escolas, faculdades e centros comerciais, entre outros.


A vigência do atual contrato do sistema de bicicletas compartilhadas tem validade até julho de 2017. Segundo Soares, nada impede que antes disso a Secretaria de Mobilidade publique outro chamamento público para interessados na expansão do sistema. O número das futuras instalações bem como o das bicicletas ainda não está decidido.

 

Como funciona o sistema de compartilhamento de bicicletas

As bicicletas estão disponíveis todos os dias da semana, das 6 horas às 23h59. É preciso se cadastrar pela internet ou pelo celular e pagar taxa anual de R$ 10.

 

Para destravá-las, o ciclista deve acessar o aplicativo do Bike Brasília ou ligar para o telefone (61) 4003-9846.


 

A rede de compartilhamento de bicicletas é uma iniciativa do Fórum da Política de Mobilidade por Bicicletas do Distrito Federal. O governo cede as áreas para a instalação das estações, que serão administradas por uma empresa, depois de consultados órgãos da administração pública, inclusive o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan).

 

COMENTÁRIOS