Image and video hosting by TinyPic

 

Image and video hosting by TinyPic

 

compartilhar

"NA PRAIA": 3 dias após o ocorrido, equipe organizadora assume responsabilidade no incidente com criança

Na ocasião, uma criança de 4 anos, saiu do espaço Kids sem que os monitores notassem sua ausência

Três dias após o incidente em que uma criança de 4 anos, saiu do espaço Kids do Na Praia sem ser notada pela equipe de monitores do local, a produção assumiu a responsabilidade e respondeu aos questionamentos feitos pela mãe Cecília de Andrade Barros, de 32 anos.


O susto ocorrido no último domingo (17) deixou para a psicóloga aborrecimento e indignação.

 

Cecília relatou em sua página do Facebook que deixou o filho Guilherme, no espaço Kids do local porém, minutos depois descobriu que a criança havia saído do ambiente sem que os monitores presentes notassem sua ausência.

 

No relato, Cecília contou que questionou o ocorrido com os responsáveis pelo espaço, mas que não teve respostas precisas e que esperava outra postura da gestão.

Segundo Cecília, inicialmente lhe foi informado que a responsabilidade do espaço Kids era da empresa Boobambu.

Entretanto, a responsável pela empresa entrou em contato com a mãe e negou a gestão do espaço.

A proprietária afirmou que foi contratada para cuidar apenas da colônia de férias que ocorre no local.


Somente na tarde dessa terça (19) Cecília teve uma resposta da casa. “Enviaram um e-mail com plano de ação e assumiram que no dia tinham dito que o responsável era o Boobambu e que deram essa informação errada e que eles são mesmo os responsáveis”, afirmou.

Em nota divulgada a imprensa, a equipe do projeto Na Praia lamentou o ocorrido com a criança.

 

A produção afirmou que trabalha para garantir mais profissionais em atenção às atividades infantis no complexo e que diversas medidas estão sendo tomadas para evitar incidentes como o ocorrido, tais como a reorganização da entrada e saída da área, a instalação de mais câmeras e contratação de mais profissionais para o espaço e criação de nova metodologia de controle das crianças.

 

No texto, a produção confirma ainda, que a empresa Boobambu foi responsável apenas pelo treinamento dos profissionais que atuam na Praia Infantil no domingo e que a responsabilidade da empresa é sobre a colônia de férias, que acontece de segunda à sexta-feira.


De passagem

Cecília é de Brasília mas há um ano e meio mora em Belém e estava na Capital apenas no período de férias.

Ela foi ao local comemorar o aniversário de uma amiga e, o espaço destinado a crianças, oferecido na edição de 2016 do evento, foi decisivo para aceitar o convite.


“Como tenho filho pequeno preciso encontrar locais em que ele possa ir. Ano passado não tinha esse espaço então, a oferta desta edição me convenceu. Pude conciliar o aniversário da minha amiga com o lazer dele”, disse. “Não é a primeira vez que deixo meu filho nesses espaços mas nunca tive nenhuma experiência negativa, dessa vez foi um susto”, concluiu.

 

Fonte: *Via JBr - Clipping

COMENTÁRIOS