compartilhar

MANIFESTAÇÃO: Ato pró-impeachment e pela monarquia reúne 3 mil pessoas perto do Congresso

As pessoas foram vestidas de verde e amarelo e seguraram faixas pedindo pressa no impeachment e de apoio ao juiz Sérgio Moro, responsável pelos inquéritos da Operação Lava Jato

Duas manifestações reúniram cerca de 3 mil pessoas, segundo a Polícia Militar, na Esplanada dos Ministérios neste domingo (31/7).

 

Uma dela é a favor do impeachment da presidente afastada Dilma Rousseff e, a outra, pede pela volta da monarquia.

 Dois carros de som estiveram no gramado em frente ao Congresso.


As pessoas estavam vestidas de verde e amarelo e seguravam faixas pedindo pressa no impeachment e de apoio ao juiz Sérgio Moro, responsável pelos inquéritos da Operação Lava Jato.
Michael Melo/Metrópoles
Alguns bonecos infláveis — ou pixulecos, como ficaram conhecidos — também fizeram parte do cenário, entre eles do procurador-geral da República Rodrigo Janot e de Dilma Rousseff.
Como em 1º de agosto é aniversário do juiz Sérgio Moro, os manifestantes entoaram o “Parabéns a você” no gramado em frente ao Congresso Nacional. Sérgio Moro fará 44 anos.

 


 

Os manifestantes pró-monarquia carregam bandeiras do Brasil Império. O servidor Ronaldo Parente, de 38 anos, é um dos que apoia o retorno da família real. “Acreditamos que a monarquia parlamentarista é a melhor forma de representar o povo. O poder moderador serve como árbitro dos poderes e pode dissolver o Congresso caso a população esteja descontente. Os países mais desenvolvidos do mundo são monarquias”, explica. Segundo ele, o herdeiro da família imperial seria Luiz Phillipe de Orleans e Bragança, um dos líderes do grupo Acorda Brasil.

 

 

Michael Melo/Metrópoles

O servidor Ronaldo Parente, de 38 anos, é um dos que apoia o retorno da família real

 

Segundo informações da Polícia Militar, o movimento teve, no auge, entre 4 mil e 5 mil pessoas. Os manifestantes, no entanto, começam a se dispersar e a deixar a Esplanada. Antes da dispersão total, as pessoas fizeram um enterro simbólico de Dilma Rousseff.


Pelo Brasil
Além de Brasília, 11 estados tiveram protestos contra Dilma e contra Temer. Em Belo Horizonte, cerca de 4 mil pessoas se reuniram na Praça Sete para pedir a saíde do presidente interino Michel Temer. Em Recife, o destaque foi o boneco gigante do pixuleco e também do juiz Sérgio Moro, que virou local para tirar fotos.

Em Goiânia, os protestos contra Temer reuniram 500 pessoas, segundo a polícia. No Rio de Janeiro, manifestantes contra Dilma Rousseff fizeram um protesto na orla da praia de Copacabana, na Zona Sul do Rio de Janeiro.

 

 

Fonte: *Via Metropole - Clipping

COMENTÁRIOS