compartilhar

EIXO CAPITAL: Competência federal e rivalidades bombásticas

A defesa da deputada Liliane Roriz entrou com uma exceção de incompetência do Tribunal de Justiça do DF com pedido de que seja declarada a competência da Justiça federal para julgar a denúncia relacionada ao residencial Monet.

 

A distrital foi condenada por improbidade administrativa nesse caso, com recurso pendente de julgamento, mas ainda falta o julgamento da ação penal por corrupção que tramita no Conselho Especial do TJDF.

 

Por envolver um financiamento do BRB, que teria beneficiado os irmãos Roberto e Renato Cortopassi, sob influência de Joaquim Roriz, o advogado Eri Varela (foto) sustenta que se trata em tese de crime contra o sistema financeiro. Assim, o caso seria avaliado pelo Tribunal Regional Federal (TRF) da 1ª Região.

 

 

Rivalidades bombásticas

 

A história política mostra que rivalidades e brigas por poder e influência muitas vezes resultam em denúncias que jamais viriam à tona apenas por investigações policiais e do Ministério Público. Foi assim no caso do mensalão, com Roberto Jefferson e José Dirceu. Aconteceu isso com os irmãos Pedro e Fernando Collor. Durval Barbosa também resolveu delatar José Roberto Arruda em parte porque foi escanteado no governo dele. Não faltam exemplos. O mais recente é a inimizade entre Liliane Roriz e Celina Leão. 

 

Desabafo

 

Na conversa com Celina Leão, Liliane Roriz diz ter ficado muito chateada com uma entrevista que a presidente da Câmara Legislativa, agora afastada pela Justiça, comenta a capacidade de transferência de votos de Joaquim Roriz. Celina disse que o ex-governador não repassa mais o seu eleitorado. Liliane disse que ficou muito chateada. Mas esse episódio é apenas um de vários atritos entre as duas.(*Por:Ana Maria Campos)

 

COMENTÁRIOS