Image and video hosting by TinyPic

 

Image and video hosting by TinyPic

 

compartilhar

"CHEIRO DE RACIONAMENTO NO AR": Reservatórios brasilienses de água nunca estiveram tão secos

Na medição feita pela Adasa nesta quinta-feira (8/9), o nível da Barragem do Descoberto registrava 44,45% da capacidade, enquanto o reservatório de Santa Maria estava com 52%

Os níveis dos dois reservatórios de água que abastecem o Distrito Federal nunca estiveram tão baixos. Na medição feita pela Agência Reguladora de Água, Energia e Saneamento Básico do Distrito Federal (Adasa) nesta quinta-feira (8/9), o do Descoberto, o maior, está com 44,45% da capacidade; e o de Santa Maria, 52%.

 

Em função dos baixos índices, a Grande Brasília entrou em estado de atenção. A ordem é economizar água.De acordo com a Resolução nº 13 da Adasa, entre 60% e 41%, é preciso tomar algumas medidas, como intensificar a fiscalização para evitar o desperdício e promover a alocação de água (compartilhamento).

Michael Melo/Metrópoles

A preocupação é que, com a seca prolongada, os índices fiquem no nível crítico, entre 40% e 21%, o que pode provocar racionamento.


 

 

De acordo com a Companhia de Abastecimento de Água dos Distrito Federal (Caesb), essa medida não está descartada se o nível dos dois reservatórios continuar baixando. A empresa está com uma campanha para que a população economize água especialmente neste período.

Levantamento feito pela Caesb mostra que cada habitante do Distrito Federal consome, em média, 184 litros de água por dia. Em algumas localidades, como o Plano Piloto, esse número para 390 litros/dia. Nos bairros Lago Sul e Jardim Botânico, são 384 litros/dia. São Sebastião é a cidade-satélite que menos consome, segundo o último levantamento da empresa — 140 litros/dia.


Dicas para economizar água
– Verifique a existência de vazamentos de água nos encanamentos de casa. Se verificar vazamentos de água na rede externa (pública), entre em contato com a Caesb pelo telefone 115.

– Ao fechar a torneira, certifique-se de que ela não ficou pingando. Uma torneira apenas gotejando, desperdiça 48 litros por dia. Se a água fluir em forma de filete, desperdiça de 180 a 750 litros por dia. Portanto, mantenha a torneira de água sempre bem fechada.

– Diminua o consumo de água utilizando acessórios como aerador, arejadores ou peneirinha e bico da torneira.

– Feche as torneiras durante as atividades rotineiras como escovar os dentes e fazer a barba. Ao escovar os dentes com a torneira aberta continuamente você gastará 18 litros de água. Abrindo e fechando a torneira o gasto cai para 2 litros de água.

– Durante o banho, desligue o chuveiro ao se ensaboar e diminua o tempo embaixo da ducha. Numa chuverada gasta-se de 3 a 6 litros de água por minuto. Um banho de 20 minutos o gasto é de 120 litros de água. O banho ideal é de 5 minutos, o que equivale a 30 litros de água.

– Lave a louça de maneira consciente. O ideal é limpar bem os restos de comida dos pratos, talheres e panelas a seco (esponja ou papel) e jogar os resíduos no lixo. Uma torneira aberta na cozinha continuamente gastando 240 litros de água. Abrindo e fechando, o gasto é de 70 litros de água.

– Evite lavar o carro em períodos de escassez, mas se for realmente necessário a limpeza, use um balde com água e panos em vez de uma mangueira.

– Use vassouras e não mangueiras para limpar a calçada e o quintal. Caso haja a necessidade de jogar uma água, substitua a mangueira por um balde, de preferência, com água reutilizada da máquina de lavar, do tanquinho ou armazenada da chuva, etc. Lavar calçada com mangueira gasta 120 litros de água.

– Na época da estiagem, mantenha a piscina vazia. Caso não seja possível, procure tratar a água da piscina com produtos de higienização em vez de substituí-la.

– A forma mais econômica e racional para molhar as plantas é usar o regador em vez da mangueira. Para grandes gramados e jardins, opte pelo modelo de “esguicho-revólver”.

– Não deixe transbordar a água da caixa d’água e a mantenha sempre tampada.

 

Fonte: *Via Metropole - Clipping

COMENTÁRIOS