compartilhar

ESCOLA PARTICULAR: Mensalidades devem ter aumento de até 15 por cento no ensino privado

A crise econômica tem feito as escolas particulares repensarem o reajuste das mensalidades que será aplicado em 2017.

 

Cada escola tem a liberdade de definir o reajuste com base na própria planilha, que deve incluir inflação, gastos com pessoal e melhorias, por exemplo.

 

Na capital federal, o reajuste médio deve ser entre 12% a 15%, de acordo com o Sinproep (Sindicato dos Professores em Estabelecimentos Particulares de Ensino do DF).


Fernanda Moraes, mãe de Alycia, de 12 anos, diz que todo ano o valor aumenta e pesa no orçamento da casa, mas que qualquer desconto é bem-vindo. “Este ano paguei algo em torno de R$ 1.200 na mensalidade. Ano que vem a expectativa é de R$ 1.350, mais ou menos, sem contar o material. Mas, a escola está oferecendo descontos para quem já realizar a matrícula”, avalia.


A maior preocupação das escolas particulares é com a evasão dos alunos para a rede pública. Na Grande Brasília, em 2015, 8 mil alunos saíram da rede privada. Neste ano, o número saltou para 12 mil.

 

COMENTÁRIOS