Image and video hosting by TinyPic

 

Image and video hosting by TinyPic

 

compartilhar

MAIS UM AUMENTO: Contas de luz ficam 3,4 por cento mais caras em Brasília a partir deste sábado

Reajuste é maior nas casas, de 4,62%; em indústrias, alta será de 1,04%. CEB promete não aplicar novos aumentos neste ano; Aneel autorizou tarifa

Começa a valer neste sábado (21) o reajuste médio de 3,42% nas contas de energia elétrica do Distrito Federal.

 

A tarifa foi autorizada pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) na última terça (18) e, segundo a Companhia Energética de Brasília (CEB), faz parte de um aumento previsto para 2014, que foi "parcelado".


O reajuste será de 4,62% nas unidades residenciais (baixa tensão), e de 1,04% nas indústrias e grandes comércios (alta tensão). A CEB diz que este é o único aumento a ser aplicado aos consumidores neste ano.


Em 2015, o reajuste foi de 19,25% para as unidades de alta tensão e de 18,36% para as unidades de baixa tensão. No mesmo ano, a Revisão Tarifária Extraordinária - reajuste concedido pela Aneel em casos específicos - chegou a 28,6% e 22% nas unidades de alta e baixa tensão, respectivamente. 


A CEB explica que a escalada do preço da energia nos anos anteriores ocorreu devido a mudanças no setor elétrico, que tiveram impacto nas tarifas em todo o país. Outro fator apontado pela empresa foi o aumento no custo de compra da energia elétrica nas geradoras.


Segundo a CEB, em nota divulgada na terça, “a revisão tarifária tem como principal finalidade analisar o equilíbrio econômico-financeiro da concessão com base nos custos, investimentos e ganhos de produtividade da empresa”. A revisão períodica acontece a cada cinco anos.

De acordo com a Aneel, o reajuste será aplicado a 1,024 milhão de unidades consumidoras na Grande Brasília. A agência diz que as tarifas são reajustadas com base nos custos e investimentos da empresa concessionária do serviço – a CEB, no caso do Distrito Federal.

 

Fonte: *Via G1 - Clipping

COMENTÁRIOS