Image and video hosting by TinyPic

 

Image and video hosting by TinyPic

 

compartilhar

MORTE EM FESTA NO PARANOÁ: Tribunal aceita denúncia contra policial federal que matou bancário

A Justiça aceitou a denúncia da 1ª Promotoria de Justiça do Tribunal do Júri de Brasília contra o policial federal Ricardo Matias Rodrigues pelo assassinato de Cláudio Müller Moreira e pela tentativa de assassinato de Fábio da Cunha Correia.

 

O crime ocorreu em 8 de outubro durante uma festa no barco Lake Palace, ancorado no píer do Clube Motonáutica, no Setor de Clubes Esportivos Norte.


Conforme a denúncia, uma das aniversariantes, eram três, se desentendeu com a esposa de Cláudio Moreira. Ao saber do ocorrido, a vítima foi buscar satisfação, sendo acompanhada do amigo Fábio Correia.

A mulher do policial federal, promoter da festa, tentava acalmar os ânimos, mas na confusão foi empurrada.

O acusado estava armado e resolveu intervir na confusão. Sacou sua pistola 9 mm, apontou e disparou contra as duas vítimas.


No entendimento do Ministério Público do DF (MPDF), o crime foi cometido por motivo fútil, consistente em desentendimento banal numa festa; e com emprego de recurso que dificultou a defesa das vítimas, que estavam desarmadas e foram surpreendidas pelos disparos. Dessa forma, o acusado foi denunciado por homicídio e tentativa de homicídio duplamente qualificados.


O inquérito policial ainda não foi concluído, entretanto, a 1ª Promotoria de Justiça do Tribunal do Júri de Brasília explica que o Ministério Público não precisa do inquérito para apresentar a ação. Nesse caso, a denúncia teve como base o procedimento de investigação criminal do próprio MPDF.

(*Com informações:MPDF)

 

COMENTÁRIOS