Image and video hosting by TinyPic

 

Image and video hosting by TinyPic

 

compartilhar

FIM DE SEMANA VIOLENTO: Cinco pessoas foram assassinadas na Grande Brasília e Entorno

Houve ainda várias tentativas de homicídio em diversas cidades-satélites

Mais um fim de semana violento no Distrito Federal e no Entorno. Da tarde de sábado (29/10) à manhã deste domingo (30), cinco homicídios foram registrados, sendo quatro por armas de fogo e um a faca.

quatro pessoas foram hospitalizadas após sofrerem tentativas de assassinato.


Dois dos homicídios foram registrados no Gama. Na manhã deste domingo, o corpo de Delson Souza da Silva, 42 anos, foi encontrado por um bombeiro próximo à BR-060. A polícia ainda investiga o caso.

 

 O que se sabe é que a vítima foi morta a tiros, e o crime teria ocorrido ainda na noite de sábado. Também no Gama, na DF-180, depois de uma festa, Victor Hugo de Oliveira Franklin, 18, foi atingido por diversos tiros e morreu. Outras três pessoas também foram baleadas.


Já no Recanto das Emas, Wanderley Dias dos Santos, 38 anos, atingido por arma de fogo, chegou a ser socorrido, mas morreu no hospital. Outro homem, também baleado, precisou ser levado à Unidade de Pronto Atendimento e passa bem.

 

Em Ceilândia, na BR-070, um homem ainda não identificado foi encontrado morto a facadas. Outra vítima, Wanderson Rego Brito, 22 anos, morreu no Hospital de Base, na manhã deste domingo, após ser atingido por diversos tiros em Valparaíso (GO) na noite anterior.

 

Segundo a diretoria da Polícia Civil, tantos assassinatos e tentativas são reflexos da Operação Legalidade, deflagrada pelos policiais e delegados em busca de aumento salarial. “Houve uma queda nas investigações da Polícia Civil, o que possibilita uma maior movimentação dos criminosos mais violentos e organizados”, declarou a assessoria de comunicação da PC.

O balanço da criminalidade dos últimos três meses apresentado pela Secretaria de Segurança Pública e Paz Social do DF em 11 de outubro mostrou que os registros de homicídios cresceram 6,4%, quando comparados ao mesmo período de 2015.

 

Fonte: *Via Metropole - Clipping

COMENTÁRIOS