compartilhar

BANDEJÃO: Restaurante comunitário do Itapoã reabrirá na segunda-feira (21)

Almoço será servido das 11 às 14 horas, em dias de semana e nos sábados

O restaurante comunitário do Itapoã voltará a funcionar a partir desta segunda-feira (21).

 

O atendimento será o mesmo dos outros restaurantes da rede em Brasília, com almoços em dias de semana e nos sábados, das 11 às 14 horas.

O restaurante comunitário do Itapoã voltará a funcionar a partir desta segunda-feira (21).

O restaurante comunitário do Itapoã voltará a funcionar a partir desta segunda-feira (21).


O valor da refeição é de R$ 1 para os inscritos no Cadastro Único (CadÚnico) do governo de Brasília que também sejam membros de família com renda mensal de até R$ 2.640 (o equivalente a três salários mínimos) ou até R$ 440 per capita. Para os demais, o valor é R$ 2. A expectativa é que sejam servidas de 600 a 1,5 mil pessoas por dia.

Para se inscrever no CadÚnico, é preciso ligar para o telefone 156 e marcar atendimento em um dos 27 centros de referência de assistência social (Cras) da Secretaria do Trabalho.


Contrato de licitação atrasou funcionamento do restaurante do Itapoã

O restaurante comunitário do Itapoã está fechado desde abril porque a empresa vencedora da licitação, Kadu Alimentos, calculou que teria prejuízo se assumisse o contrato.

“Um processo foi aberto contra eles e a Kadu não quis arcar com as despesas judiciais, então assinou o documento”, explica o subsecretário de Segurança Alimentar e Nutricional, da Secretaria do Trabalho, Desenvolvimento Social, Mulheres, Igualdade Racial e Direitos Humanos, Jefferson Alves de Urani. O contrato foi finalmente firmado em 3 de outubro, com prazo de atendimento de um ano, que pode ser estendido por 60 meses.

Desde que o termo foi firmado, a secretaria restaurou o piso do refeitório, as câmaras frigoríficas e o sistema de abastecimento de água; revisou a rede elétrica; desentupiu o esgoto, as caixas de gordura e as calhas; e pintou as paredes e as portas de emergência. A revisão do equipamento de cozinha ficou por conta da Kadu Alimentos.

 

COMENTÁRIOS