compartilhar

PESQUISA CODEPLAN: Comércio passa a ofertar mais empregos que setor público na Grande Brasília

Setor cresceu 187% entre 2013 e 2015 e serviço público, 110%. Entidades acreditam que mudança segue tendência.

Levantamento da Companhia de Planejamento do Distrito Federal aponta que o número de pessoas trabalhando no comércio ultrapassou pela primeira vez o de funcionários públicos no ano passado.

 

De acordo com a pesquisa, o comércio foi o setor que mais cresceu nos últimos anos – 187% entre 2013 e 2015. O serviço público cresceu 110% no mesmo período.


O empresário Marcelo Freitas conta que poder trabalhar em casa, não ter chefe e se sentir mais satisfeito foi o que o motivou a abandonar o serviço público. Atualmente ele trabalha sozinho, com tecnologia da informação. “Eu sou de Brasília e, como todo mundo aqui, fiz concurso público. Mas aí pensei ‘eu sou novo, vou arriscar’.”


No caso do comerciante Victor Mattos, a mudança na carreira veio com a venda de sapatos. “Aqui em Brasília tinha essa pressão de ser daqui e ter que fazer concurso, mas Brasília tem muito espaço para o comércio de todo tipo, é só abrir um comércio que dá certo, é muito carente.”


De acordo com o presidente da Fecomércio, Adelmir Santana, a tendência é que de fato o comércio passe a abrigar mais trabalhadores do que o setor público. “O mundo está mudando assim e Brasília não é diferente. Brasília tem uma vocação para serviços e comércios.”

Para ele, esse novo perfil pode inclusive ajudar a diminuir as diferenças socioeconômicas entre os moradores da cidade. “A tendência é não ter mais aqueles muito ricos e os muito pobres, [A tendência é] cair o salário médio, que aqui é altíssimo.”

 

Fonte: *Via G1/Clipping

COMENTÁRIOS