compartilhar

JA ERA PAPEL, SÓ VIRTUAL: Diário Oficial do GDF deixa de ser impresso e passa a ser só digital

GDF projeta economia de R$ 240 mil por ano com redução de gastos com impressão. Vendido por R$ 3, jornal era usado para abertura de contas e pedido de aposentadoria.

O Diário Oficial do Distrito Federal deixou de ser impresso em papel nesta terça-feira (13). Com isso, o governo calcula uma economia de R$ 240 mil por ano só com a redução de gastos com impressão – o montante representa 16% do valor do contrato em vigor até esta segunda.

O GDF também planeja poupar três toneladas de papel que seriam usadas por ano.


Ao G1, o subsecretário de Atos Oficiais, Guilherme Hamu, afirmou que a publicação online terá validade como documento oficial. “Antes o documento válido era só o jornal de papel. Ele tinha de ser apresentado quando um servidor precisava abrir conta ou se aposentar. Hoje a gente vai para uma linha em que o documento passa a ser aquele que está assinado digitalmente na internet”, declarou.

O novo convênio do Diário Oficial "100% digital" é com a Imprensa Nacional, ligada ao governo federal. Ele substiutui um contrato que esteve em vigor com o mesmo órgão por seis meses. Os demais gastos se referem a diagramação (a forma de encaixar os textos nas páginas) e reunião de informações, por exemplo.Edição impressa do Diário Oficial do Distrito Federal (Foto: Arquivo Pessoal)

 

 

Até então, o jornal era vendido por R$ 3. Em cada edição, eram impressas 1 mil tiragens, das quais 700 eram distribuídas para órgãos públicos.

 

Segundo o subsecretário, em um dia “bom” no início deste ano, quando foi publicado grande número de aposentadoria, foram vendidas 150 edições, no começo deste ano. No dia seguinte, no entanto, as vendas caíram para 10 exemplares.

O Diário Oficial também é oportunidade de o governo arrecadar. Cobrando R$ 30 o centímetro de “anúncios”, as publicações de órgãos de fora do GDF – como balanços patrimoniais de empresas – podem custar de R$ 100 a R$ 1.080. A Casa Civil computou uma receita de R$ 4,28 milhões com divulgações do tipo, em 2015.


Nas três sessões do Diário Oficial do DF, são publicadas leis, editais de concurso, regras de licitações, aberturas de sindicâncias e trocas de cargo no Executivo – incluindo nomeações e exonerações. A publicação pode ser lida na íntegra na página do GDF.

 

Fonte: *Via G1/Clipping

COMENTÁRIOS