compartilhar

CAMARA LEGISLATIVA: Eleito presidente, Joe Valle prega harmonia entre poderes sem subserviência

O presidente eleito da Câmara criticou a postura de Rollemberg de interferir no pleito da Casa e cobrou respeito entre os poderes

Logo após a conclusão da eleição da Mesa Diretora da Câmara Legislativa para o biênio 2017/2018, nesta quinta-feira (15), o presidente eleito, deputado Joe Valle (PDT), concedeu entrevista coletiva em que pregou um Legislativo em harmonia com os demais poderes – “o que não significa subserviência”, frisou.

 

“Uma Câmara subserviente deixa de fiscalizar as ações do governo, por exemplo; com isso, deixa de cumprir uma de suas funções”, apontou.

Tendo ocupado cargo de secretário de estado no mandato de Rodrigo Rollemberg, Joe Valle defendeu que essa experiência lhe ajudará a construir uma gestão colaborativa à frente da Casa, de forma a “resgatar a autoestima dos parlamentares e o respeito”.

 

O vice-presidente eleito, deputado Wellington Luiz (PMDB), também ressaltou a importância de os distritais estarem “unidos” e superarem “as diferenças”. “Temos a oportunidade de mostrar que esta é, de fato, a Casa do povo”, disse.

Copyright - Câmara Legislativa do DF

Para o novo presidente, a própria eleição ocorrida ao longo desta manhã já resulta de um processo colaborativo e com respeito. Eleito com o voto de metade dos deputados da Câmara Legislativa, Joe Valle contou de última hora com o apoio de Robério Negreiros (PSDB), quem antes estaria alinhado à candidatura de Agaciel Maia (PR). Questionado sobre o que teria feito o tucano mudar de voto, Valle disse que só tinha a prometer “respeito ao trabalho” do colega.


Também presente à coletiva, o deputado Raimundo Ribeiro (PPS) – eleito para a terceira-secretaria da Casa – reforçou a importância de se resgatar a autonomia do Legislativo: “Independência não conflita com harmonia”.


Destaques

O novo presidente da Câmara fez questão de destacar outros pilares de sua gestão. “Queremos radicalizar na transparência”, assegurou. Valle disse ainda pretender “alavancar o setor produtivo do DF, que tem se retirado da cidade”.

 

Joe Valle diz que sua vitória foi de “Davi contra Golias”

Como foi a eleição

A disputa entre Joe e Agaciel foi definida apenas nos últimos minutos da votação, ocorrida no começo da tarde desta quinta-feira (15). Até o início da sessão que escolheria o futuro comandante da Casa pelos próximos dois anos, Agaciel contabilizava 13 votos a seu favor. Mas o distrital Robério Negreiros (PSDB) virou o jogo e deu a vitória a Joe Valle.

Wellington Luiz (PMDB) foi eleito vice-presidente da Câmara Legislativa, com 14 votos a nove. Os distritais escolheram Sandra Faraj (SD) como primeira secretária da Casa. Negreiros vai comandar a segunda secretaria. A terceira secretaria ficou com Raimundo Ribeiro.

Candidato único, Negreiros ocupará uma das áreas mais estratégicas da Casa. A segunda secretaria cuida da parte administrativa e financeira da Câmara Legislativa, que tem recursos de mais de R$ 511 milhões para 2017.


Joe destacou também que sua vitória foi de “Davi contra Golias”. Isso porque o seu rival, Agaciel Maia (PR), teve o apoio do governador Rodrigo Rollemberg (PSB). Rollemberg se empenhou pessoalmente para eleger Agaciel, inclusive nesta quinta-feira (15/12), durante a votação. O resultado, porém, terminou em empate entre os dois concorrentes e, pelo regimento, Joe levou a melhor, por ter recebido mais votos que Agaciel nas eleições de 2014.

Em relação aos pedidos de abertura de processos contra os deputados envolvidos na Drácon, como Celina Leão e Raimundo Ribeiro, ambos do PPS, Joe ressaltou que os ritos da Casa serão cumpridos, mas “dentro da legalidade e garantindo o direito de defesa” dos envolvidos. Ele afirmou que não se sente constrangido em ter três distritais investigados na Mesa – Robério Negreiros (PSDB) por nepotismo, Raimundo Ribeiro (PPS) e Cristiano Araújo (PSD), ambos alvos da Drácon.

 

 

Filippelli “dá gritos de alegria” com vitória de Joe Valle

 

 

Articulador da candidatura que emplacou Wellington Luiz na vice-presidência da Câmara, peemedebista comemorou resultado da eleição na Casa.

Flickr/Agência Brasília

Logo depois da tumultuada escolha do novo presidente da Câmara Legislativa, em uma sessão com xingamentos e troca de voto de última hora, os deputados saíram para almoçar e acalmar os ânimos. Joe Valle (PDT) foi com cinco parlamentares em uma churrascaria na Asa Sul.

No local, comemorou a vitória e pagou o almoço de todos eles, em gratidão ao apoio.

Com Reginaldo Veras (PDT), Cláudio Abrantes (Rede), Wellington Luiz (PMDB), Rafael Prudente (PMDB) e Cristiano Araújo (PSD), Joe tomou chope e falou sobre a reviravolta na votação desta quinta-feira (15/12). Durante o almoço, Prudente ligou para o ex-vice-governador do DF Tadeu Filippelli, que, segundo o Metrópoles apurou, deu gritos de alegria com a vitória de Joe Valle.

 

Filippelli, presidente do PMDB no Distrito Federal e assessor especial do presidente Michel Temer, foi um dos grandes articuladores da candidatura que emplacou Wellington Luiz como vice-presidente da Casa.(*Com informacoes:Metropoles)


Confira como ficará a mesa diretora a partir do ano que vem:

Presidente: Joe Valle (PDT)

Vice-presidente: Wellington Luiz (PMDB)

Primeira secretária: Sandra Faraj (SD)

Segundo secretário: Robério Negreiros (PSDB)

 

Terceiro secretário: Raimundo Ribeiro (PPS)

 

Confira os votos:

Joe Valle

– Celina Leão (PPS)

– Chico Leite (Rede)

– Claudio Abrantes (Rede)

– Cristiano Araújo (PSD)

– Joe Valle (PDT)

– Liliane Roriz (PSB)

– Rafael Prudente (PMDB)

– Raimundo Ribeiro (PPS)

– Reginaldo Veras (PDT)

– Robério Negreiros (PSDB)

– Sandra Faraj (SD)

– Wellington Luiz (PMDB)

Agaciel Maia

– Agaciel Maia (PR)

– Bispo Renato Andrade (PR)

– Chico Vigilante (PT)

– Israel Batista (PV)

– Juarezão (PSB)

– Julio Cesar (PRB)

– Lira (PHS)

– Luzia de Paula (PSB)

– Ricardo Vale (PT)

– Rodrigo Delmasso (Podemos)

– Telma Rufino (PROS)

– Wasny de Roure (PT)

 

 

 

COMENTÁRIOS