compartilhar

SUSTO NO ESTADIO: Servidores do "Mane Garrincha" são liberados após curto em baterias

Segundo Corpo de Bombeiros, situação ocorreu no 3o andar da arena, onde fica o sistema de 'no-break'. Secretaria de Turismo afirma que não houve feridos.

Baterias dos setores do Estádio Nacional Mané Garrincha, em Brasília, entraram em curto-circuito no início da tarde desta segunda-feira (19).

 

Segundo o Corpo de Bombeiros, não houve início de chamas, mas os militares ficaram monitorando o local porque não havia como desligar as baterias, que estavam carregadas.

 

O sistema de no-break fica no terceiro andar da arena. De acordo com a Secretaria de Turismo, que administra a arena, não houve feridos.


Ainda de acordo com a corporação, a situação foi controlada por volta das 13h.

Servidores que trabalham no local afirmaram às 13h50 que o cheiro de fumaça era muito forte, o que impossibilitava a volta aos trabalhos. Eles deixaram o espaço assim que a brigada militar alertou sobre o incêndio.


Para prevenir um princípio de incêndio, os bombeiros destacaram pelo menos nove carros. Questionada, a Secretaria de Turismo não disse se o local precisaria ser interditado até a publicação desta reportagem.


No-breaks funcionam como protetores de aparelhos elétricos e como estabilizadores da tensão. Eles servem como uma fonte de energia no caso de interrupção do fornecimento e são alimentados por baterias.

 

Fonte: *Via G1/Clipping

COMENTÁRIOS