compartilhar

ACIDENTE DE AVIÃO NO AMAZONAS: Família de piloto morto em acidente em Tefé quer trazer corpo para Brasília

Aviador tinha 41 anos e deixou mulher grávida de sete meses. Aeronave caiu pouco após decolar. Passageiro foi único sobrevivente.

Irmãos do piloto Wellington Faustino, morto em um acidente de avião na sexta-feira (23) no Amazonas, foram até o Norte do país para tentar trazer o corpo dele para Brasília.

Até a tarde deste sábado, os familiares do homem de 41 anos continuavam na região negociando o translado.


Ele estava a bordo do avião de pequeno porte, de modelo Baron 58 e matrícula PT-ICU, que tinha sumido após decolar de Tefé, a 575 km da capital do Amazonas, com destino a Tabatinga. Dois tripulantes e um passageiro morreram. O outro passageiro a bordo foi o único sobrevivente.


Irmã do piloto, Viviane de Sousa definiu Faustino ao G1 como “um cara do bem, cheio de vida e planos e feliz”. A mulher dele estava grávida de sete meses. “Tinha casado há um ano, estávamos todos juntos e felizes”, relatou.


Para uma das primas dele, Shismene Laporte, ele era "um menino determinado, batalhador, humilde, honesto, excelente filho, execelente amigo e seria um execelente pai".


A Força Aérea Brasileira (FAB) informou que o avião foi encontrado a 13,5 km da cabeceira da pista do aeródromo de Tabatinga, município localizado a 1.108 km de Manaus.


O resgate só começou a ser feito na manhã deste sábado (24). Antes disso, militares do Exército foram deslocados para o local da queda do avião, a fim de evitar que os corpos fossem devorados por animais selvagens.

O sobrevivente foi encontrado por indígenas, segundo informações preliminares repassadas pelo Corpo de Bombeiros do Amazonas. O grupo levou o passageiro em uma embarcação até a estrada do Urumutum, em Tabatinga.


Do local, o sobrevivente foi levado de mototáxi para o aeroporto do município. No terminal, uma ambulância do Samu encaminhou o homem até o Hospital de Guarnição do Exército.

 

Fonte: *Via G1/Clipping

COMENTÁRIOS