compartilhar

ESGOTO NO PARQUE BURLE MARX: Detran ignora ordem e reserva ecológica do Setor Noroeste segue ameaçada

Em maio, o Detran foi autuado e teve prazo de 90 dias para resolver o problema. Até hoje, nada foi feito

As ameaças a uma das principais reservas ambientais de Brasília vêm de onde menos se espera: dos órgãos públicos que deveriam zelar pelo patrimônio do Distrito Federal.

 

Um dia após o Metrópoles noticiar que a Companhia de Saneamento Ambiental (Caesb) foi multada por despejar esgoto no Parque Burle Marx, no Noroeste, outro problema volta à tona.

 

Nos últimos meses, o Departamento de Trânsito (Detran) ignorou a determinação para dar um fim ao depósito de veículos mantido na área de preservação.

 

Em maio, o Instituto Brasília Ambiental (Ibram) autuou o Detran e deu prazo de 90 dias para o departamento resolver o problema. Passados sete meses, nenhuma providência foi tomada e milhares de veículos apreendidos continuam amontoados no local.

 

Muitos estão em decomposição e o solo corre o risco de ser contaminado, uma vez que as baterias dos veículos têm produtos químicos nocivos à saúde.

 

Em outubro — dois meses após o fim do prazo dado pelo Ibram —, o Instituto enviou um relatório à Promotoria de Justiça do Meio Ambiente e Patrimônio Cultural (Prodema), do Ministério Público do Distrito Federal (MPDF).

O documento ressalta a necessidade de se fazer inspeções no local para verificar se o solo já estava contaminado, uma vez que há anos os automóveis se acumulam na área.

 

Fonte: *Via Metropole/Clipping

COMENTÁRIOS