compartilhar

MALAS NO XILINDROH: Polícia deflagra operação para prender ladrões de caixas eletrônicos

Dois criminosos foram presos no Recanto das Emas na manhã desta 3a. feira. Eles já tinham mandados de prisão preventiva decretados

Polícia Civil prendeu, na manhã desta terça-feira (27) dois homens suspeitos de integrar uma organização criminosa especializada no roubo a caixas eletrônicos.

 

A dupla foi detida no Recanto das Emas e teria participado de pelo menos seis explosões de terminais bancários desde junho.


As prisões fazem parte da quinta fase da operação Specchio (espelho, em italiano), e tiveram de ser antecipadas. Na noite desta segunda (26), policiais civis da Delegacia de Repressão a Roubos e Furtos (DRF) faziam diligências quando foram emboscados pelos suspeitos. Houve troca de tiros, e um dos agentes teve a arma roubada.


Segundo policiais que participaram da ocorrência, pelo menos 19 tiros foram disparados, e um dos agentes foi ferido na pálpebra por um estilhaço. Até as 8h, não havia informações sobre possíveis ferimentos aos suspeitos de integrar a organização criminosa.

Mirelle Pinheiro/Metrópoles

Além da pistola da Polícia Civil, que foi recuperada, outras duas armas de fogo foram apreendidas com os suspeitos.

 

Policiais também apreenderam um "seletor de rajadas" – dispositivo que aumenta o poder de fogo da arma e tem venda proibida no Brasil.

Os homens detidos foram identificados como Erivelton da Silva Souza, de 39 anos, e Edson Porfírio dos Santos, de 33 anos. A função de cada um deles no suposto esquema deve ser detalhada pela Polícia Civil em coletiva no fim da manhã.


O nome da Operação Specchio (espelho em italiano) foi escolhido em virtude de os criminosos colocarem dois explosivos nos caixas eletrônicos, um em cada lado, de forma espelhada.

Operação

No último dia 8, outros três suspeitos de participação na mesma quadrilha foram presos pela Polícia Civil, como parte da operação Specchio. Dois deles estavam no Rio Grande do Norte e foram trazidos de avião a Brasilia. Uma mulher que também integrava a organização está presa desde o dia 22 de novembro.


Segundo o chefe da Delegacia de Repressão a Roubos e Furtos (DRF), Fernando Costa, a primeira participação do grupo foi em em junho. A mais recente foi a explosão em uma agência do BRB em Samambaia, em 22 de novembro, quando dois caixas eletrônicos foram explodidos de madrugada.


De acordo com o delegado, o grupo não é do DF e morou provisoriamente em uma invasão no Setor de Clubes Sul. “Como Brasília tem uma posição geograficamente central, ela atrai os olhos de criminosos de outros locais”, disse.

O grupo deve responder por explosão, organização criminosa, furto qualificado mediante arrombamento e concussão de pessoas.

Polícia Civil prende dois por série de roubos a caixas eletrônicos no DF



 


 

Fonte: *Via G1/Clipping

COMENTÁRIOS